Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Benja, no Domingol: “Diretoria do Flamengo não pensa em demitir Sampaoli”

    No Domingol com Benja, apresentador da CNN trouxe a informação de que diretores do clube estão “revoltados com o preparador físico”

    Da CNN

    Benjamin Back, apresentador do Domingol com Benja, trouxe na edição deste domingo (30) do programa a informação de que o Flamengo não pretende demitir Jorge Sampaoli após a agressão do preparador físico Pablo Fernández, que integra a comissão técnica do argentino, ao atacante rubro-negro Pedro.

    No início da noite, o Flamengo comunicou Fernández de sua demissão. Ainda não há uma posição oficial do clube com relação à permanência ou a saída de Sampaoli do comando da equipe.

    “A informação que eu tenho é que os dirigentes do Flamengo estão revoltados com o preparador físico [Pablo Fernández]. Na visão deles, o desrespeito não foi só com o Pedro, mas com toda a diretoria e com o Flamengo. A princípio, o Flamengo não vai demitir o Sampaoli”, afirmou Benja.

    “O preparador físico vai ser demitido. Agora, se o Sampaoli vai dizer ‘se ele sair, eu saio também’, isso a diretoria do Flamengo não sabe.”

    Neste domingo, por meio de uma nota, Pablo Fernández pediu desculpas a Pedro e ao Flamengo.

    “Eu poderia começar essas palavras de mil maneiras, mas a única que realmente faz sentido é pedir desculpas. Ao Pedro, aos colegas, aos trabalhadores e ao Flamengo”, escreveu.

    O caso

    Fernández não teria gostado de ver o atacante sentado no banco de reservas enquanto os reservas realizavam aquecimento. No vestiário, o preparador supostamente fez uma cobrança mais ríspida ao jogador, e deu um soco em Pedro.

    “Covardemente, sem motivo e inexplicavelmente, fui agredido, com um soco no rosto, por Pablo Fernández, membro da comissão técnica do Sampaoli. A covardia física se sobrepôs diante da covardia psicológica que tenho sofrido nas últimas semanas”, disse o centroavante em seu Instagram.

    “Alguém que se acha no direito de agredir o outro não merece respeito de ninguém. Já passei por muitas provações aqui no Flamengo, mas nada se compara com a covardia sofrida hoje.”

    Na vitória sobre o Atlético-MG, de virada, no Independência, o técnico Jorge Sampaoli utilizou as cinco substituições. Pedro, contudo, não entrou em campo. O argentino optou pelas entradas de Arrascaeta, Pablo, Luiz Araújo, Everton Cebolinha e Thiago Maia.

    Nos últimos jogos do Flamengo, Pedro tem sido pouco utilizado pelo treinador.


    Acompanhe CNN Esportes em todas as plataformas