Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Fluminense acha que Diniz pode ser efetivado na Seleção; saiba bastidores da negociação

    Clube sabia do interesse da CBF desde o ano passado, mas preferiu liberar o técnico para negociar

    Tricolor liberou Diniz para a Seleção Brasileira sem custos
    Tricolor liberou Diniz para a Seleção Brasileira sem custos FOTO DE MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC

    Guilherme Abrahãoda Itatiaia

    A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) fechou, de forma interina, com Fernando Diniz como treinador até junho do ano que vem, quando pretende oficializar a contratação do italiano Carlo Ancelotti, do Real Madrid.

    A ida do comandante teve o lobby dos principais destaques da equipe nacional, conforme apurou a ItatiaiaO Fluminense ficará em compasso de espera para entender os novos passos.

    A princípio, em comum acordo, o Tricolor liberou Fernando Diniz para a Seleção Brasileira, sem custos. Mas, dentro do clube, existe a sensação de que ele pode ser efetivado, caso o negócio com o italiano não dê certo. O Flu entende que, neste período, dificilmente o desempenho do treinador brasileiro será ruim.

    Além disso, muitos acreditam que a contratação interina do técnico possa ser uma cortina de fumaça para a CBF, em uma eventual negativa de Ancelotti no ano que vem. E como o treinador tinha o apoio das lideranças da Seleção, o Tricolor preferiu não se tornar um empecilho.

    De qualquer maneira, ciente do interesse desde o ano passado, o Fluminense renovou contrato com o comandante, e o vínculo inclui uma milionária multa em caso de oferta da Seleção. A CBF, por ora, não vai pagar nada ao clube. A multa atual passa da casa dos R$ 10 milhões.