Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Goleiros poderão receber cartão azul, caso aprovado; entenda como seria

    Possível nova regra tem causado polêmica no mundo do futebol

    Goleiro recebe cartão amarelo durante partida nos Países Baixos
    Goleiro recebe cartão amarelo durante partida nos Países Baixos BSR Agency/Getty Images

    Luccas Oliveirada CNN

    Nem os goleiros serão isentos de receber um cartão azul, caso a polêmica atualização na regra do futebol seja aprovada pelo International Football Association Board (Ifab), órgão que define as leis do jogo.

    A novidade, que já vem causando debate antes mesmo de ser anunciada, torna passível de punição com o novo cartão faltas apelativas, que impedem chances claras de gol, e reclamações acima do tom com árbitros.

    O jogador punido com o cartão azul, então, ficaria de fora da partida por 10 minutos, antes de retornar ao gramado. Além disso, nenhum jogador penalizado pode ser substituído até que o seu período de afastamento termine, segundo o jornal inglês “The Guardian”.

    O que fazer caso um goleiro receba cartão azul?

    Assim, no caso da punição de goleiros, os treinadores teriam duas opções para não deixar o gol aberto por 10 minutos:

    • utilizar um jogador de linha na posição de goleiro enquanto o período da punição estivesse em vigor
    • substituir um jogador de linha permanentemente por um goleiro reserva; assim, quando acabasse o período de punição, teria que fazer uma nova troca (caso disponível), substituindo um dos goleiros por um jogador de linha reserva

    Anúncio do cartão azul é adiado após críticas

    O anúncio da aprovação do cartão azul para testes — inicialmente, em jogos das categorias de base — seria feito na última sexta-feira (9) pelo Ifab, mas a publicação foi adiada por tempo indefinido.

    O assunto voltará a debate na reunião geral anual do Ifab, no começo de março.

    Ainda segundo o “The Guardian”, o adiamento veio após o vazamento da notícia sobre os testes com cartão azul em veículos de mídia, na última quinta-feira. De acordo com fontes do jornal, a reação negativa do mundo do futebol forçou a mudança de planos.

    Acompanhe CNN Esportes em todas as plataformas