Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Rafael Cabral revela que pediu para sair do Cruzeiro: “Queria um desafio maior”

    Goleiro foi apresentado no Grêmio nesta quarta-feira (24) e falou de sua opção por deixar o Cruzeiro antes do fim do contrato

    Rafael Cabral, ex-Cruzeiro, foi apresentado como novo goleiro do Grêmio
    Rafael Cabral, ex-Cruzeiro, foi apresentado como novo goleiro do Grêmio Grêmio/Youtube/Reprodução

    Mauri DornelesGuilherme Piuda Itatiaia

    O goleiro Rafael Cabral explicou pela primeira vez os motivos que o fizeram sair do Cruzeiro. Em entrevista na apresentação oficial no Grêmio, sua nova equipe, o jogador abriu o jogo sobre ter deixado o clube celeste antes do fim de seu contrato.

    “Para mim foi muito simples (a escolha pelo Grêmio). Quando eu tive a chamada, o contato e conversei com o Renato (Gaúcho, técnico do Grêmio) pelo telefone, foi muito fácil para mim a decisão. Obviamente tinham clubes envolvidos e outras partes, mas, desde sempre na minha cabeça, estava o Grêmio. Foi uma decisão minha sair (do Cruzeiro), trocar de ares”, revelou, após pergunta da Itatiaia.

    Grêmio e Cruzeiro acertaram a troca dos goleiros com a ida de Rafael Cabral, de 33 anos e 1,86m, para Porto Alegre, e a vinda de Gabriel Grando, de 24 anos e 1,92m, para Belo Horizonte. A negociação foi oficializada pelos clubes, mas teve participação decisiva de Renato Gaúcho, como revelado pela Itatiaia.

    Contratado pelo Cruzeiro em 2022, Rafael Cabral tinha contrato com o clube até o fim de 2025. Ele chegou à Toca da Raposa II, em Belo Horizonte, com a missão de substituir o ídolo Fábio, que deixou o clube após uma divergência salarial com Ronaldo.

    Cabral foi titular absoluto do Cruzeiro no período em que permaneceu no clube. Com a camisa celeste o goleiro conquistou a Série B do Campeonato Brasileiro e foi vice-campeão mineiro em 2022, e 2024.

    Apesar da titularidade, Cabral vivia o momento de maior pressão no Cruzeiro. Criticado por algumas falhas na temporada, ele foi muito vaiado pela torcida antes, durante e após o jogo contra o Alianza, da Colômbia, pela Copa Sul-Americana, na quinta-feira (11).

    “Creio que minha passagem no Cruzeiro foi espetacular, pelo projeto que me foi oferecido, de subir para a Sul-Americana, de ser a melhor defesa nos dois anos. Eu queria um novo desafio. Queria um desafio maior, brigar por coisas maiores. Eu tinha quatro propostas, mas o Grêmio era a minha prioridade. Graças a Deus deu certo e estou muito feliz”, completou.

    Ao todo, Cabral vestiu a camisa do Cruzeiro em 120 partidas. Na carreira, além do clube celeste, Rafael já defendeu o Santos, o Napoli-ITA, a Sampdoria-ITA e o Reading-ING.

    Acompanhe a CNN Esportes em todas as plataformas

     

    Este conteúdo foi criado originalmente em Itatiaia.

    versão original