Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Na espera de Pacheco, Vasco será comandado por Rafael Paiva contra o Flamengo

    Interino já comandou a equipe em três partidas após a saída de Ramón Díaz

    Rafael Paiva em coletiva após partida do Vasco
    Rafael Paiva em coletiva após partida do Vasco Foto: Leandro Amorim/Vasco

    Guilherme Abrahãoda Itatiaia

    Com o acerto cada vez mais próximo entre Vasco e Álvaro Pacheco, o treinador interino do Cruzmaltino, Rafael Paiva, será o comandante no clássico do próximo sábado (18), às 21h (de Brasília), diante do Flamengo.

    As equipes medem forças pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro, e Paiva terá uma grande chance de comprovar o seu trabalho. Em três jogos no comando do Vasco, ele soma uma vitória, um empate e uma derrota.

    O interino Rafael Paiva se mostrou preparado para comandar o Vasco pela primeira vez no Maracanã e encarar um dos melhores elencos do futebol brasileiro.

    “É um grande clássico, a gente respeita demais o Flamengo. A gente precisa muito dos três pontos, o clássico tem as particularidades, a competitividade, mas a gente precisa continuar evoluindo. Independentemente de quem fosse o adversário, a gente precisa continuar evoluindo”, comentou.

    A situação de Álvaro Pacheco

    Paiva ainda deve estar no comando do time contra o Fortaleza, na terça-feira (21), pela terceira fase da Copa do Brasil. Isto porque Pacheco é aguardado na próxima semana, mas ainda sem data definitiva. Falta a rescisão contratual com o Vitória de Guimarães-POR, seu clube atual, e com quem tem vínculo até o meio de 2025.

    Segundo o jornal português A Bola, a multa rescisória do técnico é de um milhão de euros (cerca de R$ 5,5 milhões). No entanto, as partes já conversam para acertar uma rescisão amigável, sem o pagamento. Com isso, o Vasco terá o treinador livre para assinar. Ele ainda comanda a equipe portuguesa no final de semana.

    O contrato de Álvaro Pacheco com o Vasco será de uma temporada, renovável por mais uma, a depender de metas. Diferentemente do que foi com Ramón Díaz, a meta esportiva inclui uma colocação melhor no Brasileiro e não só a fuga do rebaixamento. Díaz chegou ao Cruzmaltino com nove pontos em 16 rodadas.

    Acompanhe CNN Esportes em todas as plataformas

    Este conteúdo foi criado originalmente em Itatiaia.

    versão original