Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Projeto de reforma de São Januário, do Vasco, é aprovado pela Câmara do Rio

    Agora, resta a Prefeitura do Rio de Janeiro sancionar o projeto de lei para que a reforma de São Januário seja colocada em prática

    Foto: Reprodução / TV Câmara

    Matheus Dantasda Itatiaia Rio de Janeiro

    O Projeto de Lei Complementar 142/2023, a respeito da reforma de São Januário, foi aprovado em 2ª discussão na Câmara Municipal do Rio de Janeiro, nesta terça (19), com o acréscimo de diversas emendas por 44 votos a favor e nenhum contrário.

    Agora, o PLC será encaminhado para a Prefeitura do Rio de Janeiro, que o sancionará.

    O prefeito Eduardo Paes (PSD), vascaíno declarado e um dos entusiastas da reforma de São Januário, não deve colocar impeditivos para o projeto ser posto em prática.

    Diversas emendas foram aprovados ao PLC 142/2023, inclusive pontos sugeridos pelo Vasco. Uma delas trata da garantia de recursos para a mobilidade urbana das áreas que receberão o potencial construtivo que será transferido com a operação. Confira outros pontos abordados nas emendas:

    • Definição do perímetro e entorno de São Januário que receberá obras e intervenções de urbanização
    • Criação de um conselho para acompanhamento do projeto com representantes de partes interessadas (Câmara Municipal, Vasco, Associação de Moradores, entre outros)
    • Retirada do potencial construtivo da Sede Náutica do Vasco, no bairro da Lagoa, do projeto

    O Projeto de Lei Complementar 142/2023, a respeito da reforma de São Januário, foi aprovado em 1ª discussão na Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro, no último dia 6, por unanimidade.

    No último dia 11, uma audiência pública foi realizada em São Januário, na qual moradores das comunidades do entorno do estádio defenderam a reforma.

    O projeto da reforma de São Januário

    O projeto institui a Operação Urbana Consorciada – OUC Estádio de São Januário, que compreende um conjunto de intervenções coordenadas pelo Poder Executivo Municipal, com a participação do clube, seus associados, como usuários permanentes, moradores do entorno e investidores privados.

    Um total de 197 mil metros quadrados de potencial construtivo não utilizado no complexo de São Januário poderá ser transferido para diversas regiões da cidade, como a Barra e bairros da zona norte do Rio, respeitando as regras descritas no projeto.

    O Vasco tem a intenção de iniciar as obras da reforma de São Januário em dezembro, com previsão de entrega em 2027.

    A reforma deve durar de dois anos e meio a três anos, ampliando a capacidade do estádio, que hoje está apto a receber cerca de 20 mil torcedores, para 50 mil lugares.

    Acompanhe a CNN Esportes em todas as plataformas

    Este conteúdo foi criado originalmente em Itatiaia.

    versão original