Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Zebra! Veja quem pode surpreender na disputa da Copa do Mundo do Catar

    Mundial costuma reservar algumas surpresas; CNN prepara lista de quem não está "entre favoritos" e pode ir às fases finais do torneio

    Copa do Mundo Catar 2022
    Copa do Mundo Catar 2022 Hamad I Mohammed/Reuters (26.out.2022)

    Gabriel Fernedada CNN

    Em São Paulo

    Além do espetáculo e das grandes seleções e estrelas, a Copa do Mundo costuma reservar também algumas surpresas.

    Equipes como a Suécia em 1994, Turquia e Coreia do Sul em 2002, Portugal em 2006, Uruguai em 2010 e Croácia em 2018 não eram as mais cotadas por especialistas e pelas casas de aposta para irem longe no Mundial.

    Apesar da desconfiança e da falta de favoritismo, essas seleções chegaram até as fases finais do torneio e almejaram o título.

    A Copa do Mundo do Catar terá início no próximo domingo (20), e a CNN preparou uma lista das equipes que poderão ser as zebras do torneio.

    Canadá

    O Canadá não tem o futebol como seu principal esporte. Modalidades como o hóquei no gelo e o lacrosse são os mais praticados no país que tem mais de 38 milhões de habitantes.

    Em 2022, a seleção do Canadá participará apenas de sua segunda Copa do Mundo na história, e a primeira nos últimos 36 anos. Na única participação da equipe, no México em 1986, foram três derrotas e nenhum gol marcado.

    No entanto, a torcida canadense pode ficar mais otimista para a participação no Mundial do Catar. A seleção sobrou nas Eliminatórias da Concacaf e terminou a fase final na liderança, na frente de México e Estados Unidos.

    A geração canadense conta com novos talentos que já despontam no cenário internacional: o lateral-direito Alphonso Davis e os atacantes Cyle Larin e Jonathan David.

    Dinamarca

    Dinamarca disponta como possível candidata a surpresa na Copa do Mundo de 2022
    Dinamarca disponta como possível candidata a surpresa na Copa do Mundo de 2022 / Photo by Friedemann Vogel – Pool/Getty Images

    A Dinamarca viveu um ótimo ciclo até a Copa do Catar, e o desempenho na Eurocopa em 2021 sintetizou o bom momento da geração. Mesmo após o susto ocorrido com Christian Eriksen, na estreia, a equipe foi até a semifinal do torneio, e só parou para a Inglaterra.

    Agregado ao bom desempenho, o elenco do técnico Kasper Hjulmand conta com nomes de talento para surpreender, como o goleiro Kasper Schmeichel, os zagueiros Simon Kjær e Andreas Christensen, o meia Christian Eriksen e o atacante Kasper Dolberg.

    “Dinamarca vem tendo bom desempenho, fez uma ótima Eurocopa e tem onze titulares muito bons para surpreender”, avaliou o editor e analista do Footure Gabriel Correa.

    Equador

    A boa campanha do Equador nas Eliminatórias, garantindo classificação tranquila para a Copa no Catar e com direito a boas atuações, fez ligar um alerta para a possibilidade de um bom desempenho da equipe no Mundial.

    Sem grandes destaques individuais, o time de Gustavo Alfaro aposta na coletividade para ir longe na Copa. Os pontos de referência da equipe são o goleiro Alexander Domínguez, o zagueiro Robert Arboleda e os atacantes Michael Estrada e Enner Valencia.

    “O Equador tem potencial para surpreender, da para sonhar até com umas quartas de final. É um time bastante interessante de se acompanhar”, apontou Gabriel Correa, editor e analista do Footure.

    Estados Unidos

    Os Estados Unidos foram uma das grandes decepções em 2018, após não terem conseguido a vaga para a Copa da Rússia.

    Quatro anos depois, a expectativa sobre o elenco norte-americano está renovada: A equipe garantiu vaga na Copa sem muitos sustos e foi campeã da Copa Ouro da Concacaf em 2021.

    A equipe é comandada por uma nova geração de atletas que disputarão sua primeira Copa do Mundo. Os jovens Weston McKennie, Yunus Musah, Christian Pulisic e Giovanni Reyna estão entre os destaques da equipe que busca uma boa campanha no Catar.

    Holanda

    De volta a Copa após ficar fora em 2018, Holanda tenta voltar aos seus melhores momentos
    De volta a Copa após ficar fora em 2018, Holanda tenta voltar aos seus melhores momentos / Photo by Anatoliy Medved/Icon Sportswire via Getty Images

    A Holanda foi outra seleção que decepcionou no ciclo passado e foi ausência no Mundial da Rússia em 2018.

    Mesmo sem uma grande campanha na Eurocopa em 2021, quando parou nas oitavas de final, o elenco holandês mescla jogadores experientes, como os zagueiro Daley Blind e Virgil van Djik e o atacante Memphis Depay, com a juventude de nomes como Matthijs de Ligt e Donyell Malen.

    Além disso, a equipe comandada por Louis van Gaal não perde uma partida oficial há 15 jogos.

    Senegal

    Senegal se classificou para a Copa após uma disputa de pênaltis contra o Egito.

    Apesar da vaga conquistada no limite, esta será a segunda participação seguida de Senegal em Copas do Mundo, a primeira vez que isso acontece com o país.

    Após a eliminação na primeira fase do Mundial em 2018, a equipe se sagrou campeã da Copa Africana de Nações em 2021, e tem nomes de expressão no cenário internacional. O goleiro Édouard Mendy, o zagueiro Kalidou Koulibaly e o atacante Sadio Mané puxam a fila da equipe.

    A ficar de olho na gravidade da lesão de Sadio Mané, eleito o segundo melhor jogador do mundo em 2022. “Senegal chega como a melhor seleção africana, mas a lesão de Mané pode impactar muito no desempenho da equipe”, avaliou o jornalista Rafael Oliveira, da TV Bandeirantes.

    Sérvia

    Sérvia com forte poderio ofensivo para surpreender no Catar
    Sérvia com forte poderio ofensivo para surpreender no Catar / Photo by Srdjan Stevanovic/Getty Images

    Adversário do Brasil na estreia da competição, no dia 24 de novembro, a Sérvia não é a primeira seleção europeia que vem na cabeça quando se pensa na Copa de 2022.

    No entanto, a seleção tem nomes suficientes para incomodar os favoritos, principalmente no setor ofensivo.

    Dušan Tadić, Filip Kostić, Aleksandar Mitrović e Dušan Vlahović estão nas principais ligas do mundo e podem colocar a Sérvia como uma forte candidata a surpresa no Catar.

    Uruguai

    Durante um período das Eliminatórias, o Uruguai viu sua vaga para a Copa do Mundo ameaçada.

    No meio do caminho, a federação resolveu promover a troca do treinador: saiu o veterano Óscar Tabárez e chegou ao comando da equipe Diego Alonso. O resultado? Quatro vitórias nas últimas quatro rodadas, classificação garantida para o Catar e ânimo renovado.

    A experiência de nomes já conhecidos como Fernando Muslera, Martín Cáceres, Luis Suárez e Edinson Cavani se soma a novidades como Ronald Araújo, Federico Valverde e Darwin Núñez.