Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    França recebe medalha olímpica com 124 anos de atraso; entenda

    Medalhista de prata em 1900, ciclista britânico Lloyd Hildebrand competia por uma equipe francesa

    Prova de ciclismo durante a Olimpíada de 1900
    Prova de ciclismo durante a Olimpíada de 1900 Divulgação/COI

    Emma LeyoJulen Chauvinda CNN

    A França obteve uma vitória olímpica tardia e surpreendente contra a Grã-Bretanha 124 anos depois do esperado, depois que uma medalha de prata no ciclismo da Olimpíada de Paris 1900 foi tirada da equipe britânica e concedida aos franceses pelo Comitê Olímpico Internacional (COI).

    A medalha foi transferida para a França depois que o COI concluiu que o segundo colocado naquela prova, o ciclista britânico Lloyd Hildebrand, estava competindo como parte de um clube francês numa época em que a atribuição de medalhas não dependia estritamente da cidadania ou dos comitês olímpicos nacionais.

    Nascido em 1870 em Tottenham, Londres, Hildebrand passou a maior parte de sua vida na França e morreu em 1924 no subúrbio parisiense de Levallois-Perret. Ele terminou em segundo lugar na prova masculina de ciclismo de 25 quilômetros nos Jogos Paris em 1900.

    “Embora Hildebrand fosse cidadão britânico, ele foi criado na França e competiu por um clube francês antes e depois de Paris 1900”, disse o COI em um comunicado.

    Em 1900, muitos Comitês Olímpicos Nacionais (CONs) ainda não existiam e os atletas eram, em vez disso, vinculados à federação esportiva do país onde estavam baseados, independentemente de sua cidadania. Quaisquer medalhas que conquistassem eram atribuídas a essa nação.

    “Os atletas tinham apenas que enviar o número da sua licença, estabelecido pela federação nacional onde competiam regularmente. Os Comitês Olímpicos Nacionais não estavam envolvidos no processo, como estão hoje”, acrescentou o COI.

    Stéphane Gachet, um escritor esportivo francês que pesquisou a trajetória de Hildebrand, escreveu ao COI em 30 de março deste ano para solicitar a mudança, copiando o presidente francês Emmanuel Macron, bem como a ministra dos Esportes da França, Amélie Oudéa-Castéra.

    “A regra de que os atletas deveriam ser inscritos nos Jogos pelo seu país de nacionalidade só apareceu em 1920”, disse Gachet.

    “Durante o período anterior, os procedimentos de registo eram mais informais e geridos pelos clubes, especialmente antes de 1908”, acrescentou.

    Gachet é especialista em medalhas olímpicas francesas, tendo publicado o Dicionário dos Medalhistas Olímpicos Franceses em 2011.

    Hildebrand sempre competiu sob a bandeira do Club des Sports, sociedade esportiva com sede em Levallois-Perret, onde o ciclista morava, de acordo com a pesquisa de Gachet e os arquivos franceses.

    “124 anos depois, a meu pedido, o Conselho Executivo do COI aprovou hoje a realocação para a França da medalha de prata conquistada por Lloyd Hildebrand nos Jogos Olímpicos de Paris 1900. Alegria imensa!”, Gachet disse em uma postagem no X.

    A equipe britânica também reagiu à notícia, com um porta-voz da Associação Olímpica Britânica dizendo à CNN Sport: “Estávamos cientes da mudança de status da medalha e já nos beneficiamos em tais circunstâncias antes. Vamos tentar reconquistar uma ainda nesta Olimpíada!”

    Acompanhe a CNN Esportes em todas as plataformas

    Este conteúdo foi criado originalmente em Internacional.

    versão original