Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Atleta da Ucrânia que esteve na Rio 2016 morre lutando na guerra com a Rússia

    Oleksandr Pielieshenko, de 30 anos, era bicampeão europeu no levantamento de peso

    Oleksandr Pielieshenko em ação na Olimpíada do Rio 2016
    Oleksandr Pielieshenko em ação na Olimpíada do Rio 2016 Mike Ehrmann/Getty Images

    Kevin Dotsonda CNN

    O levantador de peso Oleksandr Pielieshenko, que competiu pela Ucrânia na Olimpíada do Rio 2016, morreu enquanto lutava na guerra de seu país contra a Rússia, de acordo com informações divulgadas nesta segunda-feira (6) pelo Comitê Olímpico da Ucrânia e pela Federação Ucraniana de Halterofilismo.

    “Em 5 de maio, um leureado esportista da Ucrânia, Oleksandr Pielieshenko, morreu na guerra com o inimigo; competidor nos Jogos Olímpicos de 2016, onde conquistou o 4º lugar, era bicampeão europeu de levantamento de peso”, postou o Comitê Olímpico Nacional da Ucrânia nas redes sociais.

    “Desde os primeiros dias da invasão em grande escala, Oleksandr juntou-se às Forças Armadas. Ontem recebemos a triste notícia de sua morte. A família olímpica envia condolências aos familiares, amigos e parentes do atleta. Memória brilhante e eterna do Herói!”, concluiu a entidade.

    Pielieshenko, de 30 anos, foi duas vezes medalhista de ouro europeu, vencendo a categoria de 85 kg nos Campeonatos Europeus de Halterofilismo de 2016 e 2017.

    “Expressamos nossas mais profundas condolências à família e a todos que conheceram Oleksandr!, disse a Federação de Halterofilismo da Ucrânia na segunda-feira em seu comunicado.

    A CNN entrou em contato com o Comitê Olímpico da Ucrânia e com a Federação Ucraniana de Halterofilismo para obter mais informações.

    O técnico nacional ucraniano de levantamento de peso, Viktor Slobodianiuk, disse em uma postagem nas redes sociais: “A guerra leva o melhor… Homenageado Mestre dos Esportes da Ucrânia, bicampeão europeu, o competidor olímpico de levantamento de peso Oleksandr Pielieshenko morreu heroicamente defendendo a Ucrânia dos invasores.”

    “Expresso minhas sinceras condolências à família e parentes de Oleksandr! Esta é uma perda muito grande para toda a comunidade de levantamento de peso da Ucrânia. Heróis não morrem”, completou o treinador

    (Mariya Knight, da CNN, contribuiu com a reportagem)

    Acompanhe a CNN Esportes em todas as plataformas

    Este conteúdo foi criado originalmente em Internacional.

    versão original