Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Medalhista olímpico, Lars Grael diz que Lei Geral do Esporte é “mudança de patamar”

    Ex-Secretário Nacional aponta que novas regras são necessárias para unificar e solidificar tudo que foi construído em relação ao fortalecimento do esporte nos últimos anos

    O medalhista olímpico na Vela Lars Grael
    O medalhista olímpico na Vela Lars Grael Bruna Prado/Getty Images

    Da CNN

    Sancionada na noite desta quarta-feira (14) pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), a nova Lei Geral do Esporte é vista, pelo medalhista olímpico Lars Grael, como uma “uma mudança de patamar em termos de segurança jurídica no esporte brasileiro”.

    Grael, que já foi Secretário Nacional do Esporte em 2001 e 2002, acredita que a Lei se tornou necessária para unificar e solidificar tudo que foi construído em relação ao fortalecimento do esporte nos últimos anos.

    Ela (Lei Geral do Esporte) dará todos os mecanismos necessários para fomentar os esportes brasileiros. Será um avanço importante porque tratará da consolidação das leis e de muitos outros detalhes que abordam o sistema nacional. Há dezenas de incorporações na lei anterior, que a tornou uma colcha de retalhos. Além de reunir tudo isso em um só documento, ela mantém as conquistas que o esporte teve nos últimos anos e que precisam sim ser preservadas

    Lars Grael, medalhista olímpico

    A nova Lei Geral do Esporte foi aprovada pelo Senado Federal no começo de maio, e sancionada nesta quarta. Ela contempla a Lei Pelé, o Estatuto do Torcedor, a Lei de Incentivo ao Esporte, a Lei da Bolsa Atleta e a Lei Agnelo/Piva.

    Lars Grael participou de quatro Jogos Olímpicos e foi medalhista na Vela em Seul 1988 e Atlanta 1996, além de ter sido campeão mundial da modalidade em 1983.

    (Publicado por Luccas Oliveira)