Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Pior mandante do Brasileirão, Vasco perde para o Athletico-PR e afunda na lanterna

    Clube carioca segue sem marcar um único gol em São Januário no campeonato

    Vasco e Athletico-PR duelaram em São Januário, sem público
    Vasco e Athletico-PR duelaram em São Januário, sem público CELSO PUPO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

    Luccas Oliveirada CNNMatheus Dantasda Itatiaia

    O Vasco assumiu oficialmente a lanterna do Campeonato Brasileiro, neste domingo (23), ao perder para o Athletico-PR em casa por 2 a 0, pela 16ª rodada. Christian e Vitor Bueno, de pênalti, marcaram os gols do Furacão.

    Assim, o time carioca segue com um péssimo rendimento em São Januário — pior mandante do Brasileirão, o Vasco não marcou um único gol em seu estádio e perdeu todas as cinco partidas que disputou nele.

    Ainda sem público por punição do STJD, a partida marcou a estreia do técnico argentino Ramón Diaz. O cruzmaltino até teve um rendimento mais sólido no primeiro tempo, mas não conseguiu transformar as chances que teve em gol. Ambos os gols saíram na etapa final.

    Com o resultado, o Vasco segue com apenas 9 pontos conquistados em 45 possíveis. Na lanterna, vê o Goiás, primeiro time fora da zona de rebaixamento, a seis pontos de distância.

    Já o Furacão volta a se aproximar do G4, assumindo a quinta posição, com 26 pontos.

    Os times voltam a campo no próximo sábado (29), pela 17ª rodada da Série A. O Vasco visita o Corinthians, em São Paulo, às 18h30. O Athletico recebe o Cruzeiro, em Curitiba, no mesmo horário.

    Primeira etapa sonolenta

    Os 45 minutos iniciais em São Januário foram poucas emoções. O número de finalizações mostra bem isso. O Athletico só levou perigo à meta de Léo Jardim aos nove minutos, quando Esquivel cobrou falta à direta do gol do Vasco.

    Mandante, o Cruz-Maltino demorou a responder. O único chute foi de Jair, da entrada da área, aos 27. A bola do camisa 8 assustou Bento, mas saiu pela linha de fundo.

    As mudanças do estreante Ramón Diaz, como a entrada de Medel e a utilização de Figueiredo como referência do ataque, não garantiram uma evolução ao Vasco com a posse de bola. O Athletico, com um meio de campo mais organizado, teve o controle, mas também não produziu ofensivamente.

    Vasco cria… e Furacão marca

    A postura do Vasco foi outra após o intervalo. Mais intenso, o time de Ramón Diaz passou a competir mais e, antes dos 20 minutos, já havia criado três bons lances. As melhores terminaram em finalizações de Figueiredo, aos quatro e aos 17, para fora. O atacante cruz-maltino lamentou demais.

    Se faltou eficiência ao time da casa, sobrou para os visitantes. Aos 25, o Athletico saiu em velocidade após lançamento de Fernandinho para Vítor Roque. A bola ainda passou por Vítor Bueno antes de chegar a Christian, livre e e frente para Léo Jardim, finalizar forte: Furacão na frente em São Januário.

    Pisou na bola

    A situação do Vasco piorou quando Puma Rodríguez pisou na bola no meio de campo e ofereceu nova chance ao adversário. Fernandinho — ele de novo — lançou Vítor Roque, que driblou Zé Vítor e foi derrubado. Vítor Bueno, que havia entrado a poucos minutos, deslocou Léo Jardim e ampliou: 2 a 0!

    Depois do segundo gol do Athletico, o Vasco voltou a perder uma boa chance, dessa vez com Pumita. A partir daí, com as muitas trocas e a pouca eficiência cruz-maltina, o placar não voltou a ser alterado.

    Já nos acréscimos, o zagueiro Zé Ivaldo, do Athletico, foi expulso direto por entrada em Rayan.

    Vasco 0 x 2 Athletico

    Vasco: Léo Jardim; Puma Rodríguez, Miranda, Zé Vitor e Lucas Píton; Medel, Zé Gabriel (Marlon Gomes), Jair (Carabajal) e Gabriel Pec; Orellano (Rayan) e Figueiredo (Serginho). Técnico: Ramón Diaz.

    Athletico: Bento; Khellven (Madson), Zé Ivaldo, Kaique Rocha e Esquivel; Fernandinho, Erick, Vidal (Vítor Bueno) e Christian (Pablo); Canobbio (Cuello) e Vítor Roque (Hugo Moura). Técnico: Wesley Carvalho.

    Gols: Christian (25’/2ºT) e Vítor Bueno (35’/2ºT), do Athletico.

    Cartão amarelo: Zé Vitor e Jair (VAS); Khellven, Fernandinho, Esquivel e Wesley Carvalho (ATH).

    Cartão vermelho: Zé Ivaldo, do Athletico.

    Renda e público: Portões fechados.

    Motivo: 16ª rodada do Campeonato Brasileiro.

    Local: Estádio São Januário, no Rio de Janeiro (RJ).

    Data e hora: 23 de julho de 2023, às 18h30 (de Brasília).

    Árbitro: Paulo Cesar Zanovelli da Silva (Fifa/MG).

    Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (Fifa/SP) e Celso Luiz da Silva (MG).

    Árbitro de vídeo: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (Fifa/SP).

    Acompanhe a CNN Esportes em todas as plataformas