Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Quem é José Perdiz de Jesus, presidente interino da CBF

    Advogado substituirá, de forma interina, Ednaldo Rodrigues, retirado do cargo pela Justiça

    José Perdiz de Jesus foi indicado pelos clubes da Série A ao STJD
    José Perdiz de Jesus foi indicado pelos clubes da Série A ao STJD Reprodução/Arquivo Pessoal

    Leonardo GimenezMarcel Rizzoda Itatiaia

    Com a retirada de Ednaldo Rodrigues da presidência da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), nesta quinta-feira (7), José Perdiz de Jesus será o comandante interino da entidade máxima do futebol brasileiro. O advogado, de 60 anos, também preside o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

    Para chegar à alta cúpula da STJD, José Perdiz foi indicado pelos clubes da Série A do Campeonato Brasileiro e foi eleito por aclamação.

    A trajetória profissional do presidente interino da CBF começou no curso de Direito pela Universidade Federal de Goiás (UFG). José Perdiz é considerado um especialista em Direito Civil, além de ter feito cursos na área do Direito da Família, de Procedimentos Especiais, Processo Civil, Direito Penal e Administração Pública.

    Com longa experiência na advocacia, José Perdiz de Jesus também já participou de seminários dentro e fora do Brasil. Inscrito na OAB do Distrito Federal, o advogado foi eleito presidente das Comissões Eleitorais da OAB/DF nos triênios 2013/2015, 2016/2018 e 2019/2021.

    Trajetória de José Perdiz no STJD

    Dentro da área esportiva, Perdiz deu início em sua trajetória como auditor do Tribunal de Justiça Desportiva da Federação Metropolitana de Futebol da FMF/DF. Na sequência, ele foi eleito vice-presidente da instituição.

    Há 11 anos, em 2012, José Perdiz tornou-se membro do STJD do Futebol e presidiu a 5ª Comissão Disciplinar do órgão entre aquele ano e 2016, ano em que José Perdiz de Jesus foi indicado pelos clubes da Série A para compor o Pleno do STJD, onde está até o presente momento.

    Ednaldo retirado da presidência da CBF

    O Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ) decidiu retirar do cargo o presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, e ordenou que a Confederação Brasileira convoque novas eleições em um prazo de 30 dias.

    Rodrigues vai recorrer ao STJ (Superior Tribunal de Justiça), em Brasília. A cúpula da CBF enviou a algumas federações estaduais cartas recebidas da Fifa e da Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) que alertam que pelos regulamentos dessas entidades é proibida intervenção fora do âmbito desportivo, que pode gerar sanções como suspensão da CBF.


    Acompanhe CNN Esportes em todas as plataformas

    Este conteúdo foi criado originalmente em Itatiaia.

    versão original