Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Réu confesso em esquema de manipulação, Alef Manga tem contrato suspenso

    Atacante foi punido pela FIFA pelo envolvimento em esquema de manipulação de resultados

    Alef Manga era um dos destaques da equipe do Coritiba
    Alef Manga era um dos destaques da equipe do Coritiba Guilherme Griebeler/Coritiba

    Mauri Dornelesda Itatiaia

    O Coritiba informou, no início da tarde desta terça-feira (28), que o contrato de trabalho do atacante Alef Manga foi suspenso. De acordo com a nota do Coxa, a decisão ocorreu em razão da suspensão mundial imposta pela FIFA, que impossibilita o atleta de treinar dentro das dependências do clube ou exercer qualquer atividade relacionada ao futebol durante o período da penalidade.

    No texto, o clube esclareceu que “o ato está respaldado pelo artigo 28, §7o, da Lei Pelé e pelo teor das cláusulas constantes do Contrato Especial de Trabalho Desportivo do Atleta”. O atacante foi um dos jogadores punidos pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD-PR) e pela Fifa Operação Penalidade Máxima II por ter se envolvido no esquema de apostas esportivas.

    Manga pegou 360 dias de suspensão, além do pagamento de uma multa de R$ 50 mil. Ele tinha contrato com o time paranaense até agosto de 2024. Neste ano, quando foi suspenso pelo STJD no Brasil, o jogador foi emprestado ao Pafos, do Chipre, ilha europeia no Mediterrâneo. No entanto, a FIFA tornou a suspensão mundial, e o jogador também não pôde mais atuar por lá.

    Inicialmente, a intenção do atleta era entrar com um recurso para revogar a decisão, mas acabou desistindo da tentativa no início de novembro.

    Após deixar o Chipre, Manga voltou para Curitiba, onde tentava resolver seu desfecho com o Coxa. A última partida do jogador pelo time do Paraná foi em 8 de julho, na vitória sobre o América. Mesmo longe da equipe, o atacante ainda é o artilheiro de 2023 com a camisa alviverde, com 13 gols marcados.

    Acompanhe a CNN Esportes em todas as plataformas

    Este conteúdo foi criado originalmente em Itatiaia.

    versão original