Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    São Paulo terá Copinha Feminina pela primeira vez na história

    Campeonato de base para times femininos foi anunciado nesta quarta-feira (8) em evento na capital paulista

    Sorteio da Copinha Feminina foi realizado na sede da Federação Paulista de Futebol
    Sorteio da Copinha Feminina foi realizado na sede da Federação Paulista de Futebol Ludmila Candal

    Ludmila Candalda CNN

    A primeira Copinha Feminina da história foi lançada oficialmente em evento na noite desta quarta-feira (8), em São Paulo, onde o torneio de times sub-20 será realizado.

    A competição terá início em 4 de dezembro deste ano, com a grande final marcada para o dia 17 do mesmo mês, em um dos palcos mais tradicionais do futebol paulista, o Estádio do Canindé.

    O evento contou com diversas personalidades do esporte e do futebol feminino, como Cris Rozeira, Pretinha e outras.

    O legado continua e continuará crescendo. Esse legado é de mulheres pioneiras, pois elas não tiveram a oportunidade de estarem aqui e disputar torneios de base. É para dar oportunidade para nós, mulheres, fazermos o que mais gostamos, que é jogar futebol

    Ana Lorena Marche, diretora de futebol feminino da FPF

     

    O sorteio

    Foram sorteados 16 times em 4 potes diferentes. O primeiro colocado de cada grupo passa para a semifinal.

    Veja os grupos da Copinha Feminina

    Grupo A

    • Santos (SP)
    • Flamengo (RJ)
    • Grêmio (RS)
    • Botafogo (PB)

    Grupo B

    • Ferroviária (SP)
    • Internacional (RS)
    • Minas Brasília (DF)
    • Vitória (BA)

    Grupo C

    • São Paulo (SP)
    • Fluminense (RJ)
    • Real Brasília (DF)
    • América-MG

    Grupo D

    • Corinthians (SP)
    • Botafogo (RJ)
    • Atlético-MG
    • Fortaleza (CE)

    Acompanhe CNN Esportes em todas as plataformas

    • YouTube
    • Tiktok
    • Instagram
    • Twitter

      O legado continua e continuará crescendo. Esse legado é de mulheres pioneiras, pois elas não tiveram a oportunidade de estarem aqui e disputar torneios de base. É para dar oportunidade para nós, mulheres, fazermos o que mais gostamos, que é jogar futebol

      Ana Lorena Marche, diretora de futebol feminino da Federação Paulista de Futebol