Arranha-céu ‘inclinado’ de São Francisco pendeu até 7,6 centímetros no ano passado

Conserto do prédio de luxo gira em torno de US$ 100 milhões; até dezembro, torre já inclinou um total de 60,9 cm ao oeste e 20 cm ao norte

O horizonte de São Francisco recebeu uma nova adição em 2008 com a Millennium Tower de 58 andares
O horizonte de São Francisco recebeu uma nova adição em 2008 com a Millennium Tower de 58 andares Santiago Mejia/The San Francisco Chronicle/Getty Images

Jacqui Palumboda CNN

Ouvir notícia

A elegante Millennium Tower de São Francisco está afundando lentamente – e, como resultado, o arranha-céu de 58 andares inclinou até 7,6 centímetros tanto para o norte quanto para o oeste no ano passado, de acordo com o engenheiro encarregado de resolver o problema.

Inaugurado em 2009, o projeto estimado em US$ 350 milhões (cerca de R$ 1,9 bilhão) compreende dois edifícios. O maior deles abriga 419 apartamentos de luxo, incluindo uma cobertura luxuosa de US$ 13 milhões (aproximadamente R$ 72 milhões) e 511 metros quadrados.

A estrutura residencial é a mais alta da cidade, e o assentamento irregular da torre já causou rachaduras na calçada ao redor e nas paredes do porão do prédio ao lado, que é o irmão mais baixo do arranha-céu, com 12 andares.

Embora os engenheiros estejam trabalhando para estabilizar o arranha-céu, uma audiência feita pela cidade na semana passada revelou que a inclinação ainda continuará por vários meses. Especialistas culparam projetos de construção próximos e um processo conhecido como “desidratação” por enfraquecerem o solo sob a torre.

O conserto de US$ 100 milhões (cerca de R$ 555 milhões), anunciado em outubro de 2020 após anos de processos e audiências, deve ser concluído ainda este ano. De acordo com o engenheiro-chefe do projeto de estabilização, Ronald Hamburger, que falou na audiência, o prédio continuou a se inclinar cerca de 2,5 a 3 polegadas ao norte (de 6,3 a 7,6 centímetros) e de 0,75 a 3 polegadas a oeste (de 1,9 a 7,6 centímetros) em 2021, e confirmou ele via e-mail à CNN.

“Começamos este novo ano de 2022 como terminamos no ano passado e em muitos outros anos, com a Millennium Tower continuando a afundar e inclinar”, disse o supervisor da cidade Aaron Peskin na audiência da semana passada, segundo a NBC.

Nos últimos anos, a taxa de inclinação diminuiu à medida que o edifício se assentou, de acordo com Hamburger. Mas ocorreram flutuações, incluindo uma maior inclinação entre setembro e dezembro de 2021, parte da qual coincidiu com uma pausa de dois meses na construção devido a preocupações de que os esforços de estabilização possam estar piorando o problema, segundo meios de comunicação locais.

Em 31 de dezembro, a torre havia inclinado um total de 24 polegadas para o oeste (60,9 centímetros) e 7,9 polegadas para o norte (20 centímetros), disse Hamburger. Ela se assentou a cerca de 18 polegadas (45,7 centímetros) de profundidade no solo.

Inaugurado em 2009, o projeto estimado em US$ 350 milhões (cerca de R$ 1,9 bilhão) compreende dois edifícios./ Santiago Mejia/The San Francisco Chronicle/Getty Images

Mas a inclinação deve piorar até setembro deste ano, disse Hamburger, à medida que os engenheiros instalam novas estacas de suporte – colunas de concreto envoltas em aço – que atingirão mais de 76 metros no leito rochoso abaixo para ancorar o edifício.

“Uma vez que essas estacas são instaladas […] usando macacos hidráulicos, parte do peso do edifício será transferido para essas novas estacas”, explicou Hamburger. “Isso reduzirá a pressão excessiva sobre a argila siltosa [localmente chamada de materiais Old Bay Clay] que causaram o assentamento original, interromperá o assentamento e permitirá que o edifício comece a recuperar parte da inclinação ocorrida”.

“O retrofit não vai ‘parar o afundamento’ até que as estacas sejam cravadas na rocha e presas à fundação”, acrescentou. “Como a estabilização ainda está em construção, ela ainda não funcionou para ajudar o prédio”.

Torres inclinadas

Torres inclinadas não são desconhecidas quando se trata de arquitetura mais antiga. Estruturas famosas por suas inclinações em Pisa, na Itália, e Nevyansk, na Rússia, tornaram-se atrações turísticas, enquanto a Elizabeth Tower, de Londres (a torre do relógio que contém o famoso Big Ben), tem uma inclinação leve, mas crescente. Mas um arranha-céu moderno e ocupado, inclinado por causa do terreno instável em uma das cidades mais caras dos Estados Unidos, é um dilema caro e controverso.

“Elas são relativamente raras, mas acho que quando estamos lidando com torres (inclinadas) precisamos ter um cuidado extra, porque elas podem se revelar de uma maneira que não aconteceria em um prédio mais baixo”, disse o engenheiro civil John Burland em uma entrevista de 2017 à CNN. “Um prédio baixo pode se assentar um pouco mais em uma extremidade do que na outra, mas a maior parte disso pode acontecer dentro da estrutura do prédio”.

“O problema com um prédio alto é que você pode vê-lo inclinado, o que as pessoas não gostam. Pode até ser seguro, mas os donos do prédio não vão ficar nada felizes”, acrescentou.

Com 196,6 metros de altura, a Millennium Tower é o quarto edifício mais alto de São Francisco. Projetado pela Handel Architects e desenvolvido pela Millennium Partners, as propriedades da torre continuarão a ser vendidas à medida que os engenheiros trabalham na correção. Em dezembro, um apartamento de um quarto e dois banheiros foi vendido por US$ 1,16 milhão (cerca de R$ 6,4 milhões), enquanto um outro de um quarto e um banheiro foi vendido por US$ 765 mil (pouco mais de R$ 4,2 milhões), segundo com a empresa americana de mercado imobiliário Zillow.

Hamburger disse que o prédio é seguro para os moradores e continuará assim.

“Como prevemos que a taxa de inclinação continuará a diminuir com o tempo e eventualmente parará, não prevemos que o prédio se inclinaria o suficiente para se tornar inseguro”, disse ele. “Realizei análises que indicam que o edifício pode suportar pelo menos 70 polegadas [1 metro e 77 centímetros] de inclinação para o oeste e 30 polegadas [76 centímetros] para o norte antes que sua capacidade de resistir a terremotos seja comprometida”.

“Mesmo que esse total de inclinação fosse excedido, o edifício ainda seria mais seguro do que a maioria dos edifícios existentes em São Francisco, mas não tão seguro quanto o pretendido pelo código de construção atual”, acrescentou ele.

Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

versão original

Mais Recentes da CNN