Obras de Picasso são vendidas por mais de R$ 620 milhões em Las Vegas

Parte da Coleção do MGM Resorts, as obras foram uma marca registrada no restaurante "Picasso", do Bellagio Hotel

As peças há muito tempo são uma presença constante no Picasso, um restaurante francês e espanhol inspirado pela vida e obra de seu homônimo
As peças há muito tempo são uma presença constante no Picasso, um restaurante francês e espanhol inspirado pela vida e obra de seu homônimo Crédito: Cortesia da Sotheby's e MGM Resorts

Ouvir notícia

Uma seleção de 11 obras de Pablo Picasso foi leiloada em Las Vagas por valores superiores a US$ 110 milhões (R$ 621,5 milhões na cotação atual).

Parte da Coleção do MGM Resorts, as obras foram uma marca registrada no restaurante “Picasso”, do Bellagio Hotel. O estabelecimento, que possui 5 estrelas Michelin, é inspirado na vida e na obra do artista.

A atração principal do leilão de sábado, organizado pela Sotheby’s, foi “Femme au béret rouge-orange” ou “Mulher com um chapéu laranja-avermelhado”, um retrato de 1938 da amante e musa de Picasso, Marie-Thérèse Walter.

 

O caso da artista espanhola com Walter durou entre o final dos anos 1920 aos1930, e ela deu à luz sua filha Maya em 1935. Os retratos por Picasso são caracterizados por cores vivas e um senso de intimidade.

Inicialmente estimado para ser vendido entre US$ 20 a US$ 30 milhões pela Sotheby’s, a obra acabou sendo leiloada por mais de US$ 40 milhões.

Picasso, que viveu de 1881 até 1973 e passou grande parte de sua vida adulta na França, é muitas vezes apelidado de o pai fundador do estilo cubista de pintura – e “Femme au béret rouge-orange” tem algumas semelhanças com seus famosos retratos posteriores de sua amante Dora Maar.

O leilão também contou com duas naturezas mortas de inspiração cubista do início dos anos 1940, durante a Segunda Guerra Mundial: “Nature morte au panier de fruits et aux fleurs“, vendida por US$ 16,6 milhões, e “Nature morte aux fleurs et au compotier“, leiloada por US$ 8,3 milhões.

Já “Homme et enfant“, ou “Homem e criança”, definida pela Sotheby’s como uma obra que define “seu estilo espontâneo e seu papel como pai”, foi vendida por pouco mais de US$ 24 milhões.

No entanto, foram as obras menos importantes que excederam em muito as suas estimativas, com a terracota pintada de 1962 “Le Déjeuner sur l’herbe” – inspirada na pintura de Edouard Manet de 1863 com o mesmo nome – vendida por mais de quatro vezes o seu valor mais alto já avaliado.

O leilão também incluiu um jarro branco com três faces esculpidas em sua superfície. A obra, produzida por Picasso em 1954, foi avaliada entre US$ 60.000 e US$ 80.000, mas foi arrematada por US$ 315.000.

Alguns outros itens também revelaram detalhes íntimos sobre a vida e obra de Picasso – como um azulejo de cerâmica que mostra a janela de sua oficina “La Californie”, com vista para o mar na cidade de Cannes, no sul da França.

Em um comunicado à imprensa, em agosto, a MGM disse que o leilão ajudaria a “aprofundar a diversidade e a inclusão” em sua coleção de arte. Parte dos lucros será investido no mercado de arte, de acordo com a Sotheby’s.

Um porta-voz da MGM afirmou que a coleção ainda contém 12 outras obras de arte de Picasso, que substituirão os itens leiloados no restaurante “Picasso” do Bellagio.

(Texto traduzido. Leia o original aqui)

 

 

Mais Recentes da CNN