Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    • Alexandre Gerardo - Diretor Geral da Acer no Brasil
    Ver mais sobre o autor
    • Alexandre Gerardo - Diretor Geral da Acer no Brasil

      Profissional com mais de 20 anos de experiência em cargos gerenciais em diversas áreas como: logística, e-commerce, assistência técnica, TI e atendimento ao cliente.

      Alexandre Gerardo é graduado em Comércio Exterior e tem MBA Logística Empresarial pela FGV e tem o trabalho focado em redução de custos, atingir metas e aprimoramento no atendimento a clientes internos e externos.

      Fechar
    opinião

    Retenção de talentos eficaz para um mercado de trabalho dinâmico e atraente

    Ter um canal claro e aberto de comunicação é primordial para que os funcionários se sintam bem direcionados e seguros
    Ter um canal claro e aberto de comunicação é primordial para que os funcionários se sintam bem direcionados e seguros Getty Images

    A estratégia de retenção de talentos tem se tornado cada vez mais desafiadora em empresas de todo o mundo. Isso porque a competitividade entre negócios também existe neste sentido, além das atuais gerações de trabalhadores procurarem por muito mais que salários ou benefícios. A qualidade de vida, ambientes de trabalho saudáveis e a valorização do talento em si são aspectos importantes no momento no qual o colaborador analisa permanecer ou não em uma empresa.

    Pesquisa recente da Robert Half, companhia de recrutamento especializado, indica que 49% dos trabalhadores do Brasil querem procurar uma nova oportunidade de trabalho em 2023. Os dados reforçam o cenário desafiador, mas também abrem caminhos para que novas estratégias para a retenção destes profissionais sejam implementadas e impactem diretamente na produção e crescimento do negócio, afinal colaboradores felizes entregam ainda mais.

    Sendo assim, seguir algumas dicas pode ser fundamental nesse processo, objetivando, também, reter as mais talentosas e especializadas equipes. Em minha jornada profissional, aprendi que devemos sempre começar e prezar pelo bom e velho planejamento, o que também se aplica à estratégia de retenção de funcionários. Essas ações devem ser mapeadas de maneira a focar o clima corporativo para atrair esses profissionais.

    Também é preciso definir, reforçar ou mudar, se necessário, a cultura organizacional da empresa, considerando que a identificação com negócio por parte do colaborador começa exatamente nos princípios que a companhia transmite, seja interna ou externamente. A partir do momento em que essa identificação é firmada, é necessário que os gestores treinem a escuta ativa, isto é, aprendam a ouvir suas equipes, entendendo o que elas realmente precisam.

    Emplacar estratégias para o desenvolvimento das habilidades desses profissionais também pode ser um atrativo para que eles permaneçam na empresa. Para isso, podemos citar o oferecimento de qualificações, cursos ou formações para os times.

    No meu dia a dia na Acer, algo que também sempre busco estabelecer com meus colaboradores é uma comunicação assertiva. Sabemos que uma enorme quantidade de ruídos pode aparecer nas comunicações corporativas, principalmente em grandes companhias, por isso ter esse canal claro e aberto é primordial para que esse funcionário se sinta bem direcionado e seguro.

    Já falamos em inovar a cultura organizacional, mas os processos e ferramentas também podem precisar passar por essa renovação para atrair os trabalhadores. Tecnologias devem potencializar os resultados e aumentar e eficácia do trabalho, e não causar confusão ou estresse. É preciso olhar de forma estratégica neste sentido.

    Por fim, posso afirmar que um bom líder, que inclusive possui um olhar sensível e humano, é essencial para que essa equipe permaneça na empresa. Pesquisa recente da Gallup indicou que metade dos funcionários pedem demissão por conta do chefe. Ou seja, prezar por uma boa liderança é o básico para manutenção do colaborador.

    Concluindo, o foco deve ser aumentar a satisfação e engajamento do cliente interno. Pessoalmente, essas práticas contribuíram para que a Acer do Brasil ficasse entre as 10 melhores empresas para se trabalhar na categoria até 100 colaboradores no último ano, segundo o Great Place to Work. O resultado foi nítido. Novas admissões com certeza são ótimas para o crescimento de uma empresa, mas ter colaboradores que são verdadeiros parceiros do negócio é indispensável.

    Fórum CNN

    Os artigos publicados pelo Fórum CNN buscam estimular o debate, a reflexão e dar luz a visões sobre os principais desafios, problemas e soluções enfrentados pelo Brasil e por outros países do mundo.

    Os textos publicados no Fórum CNN não refletem, necessariamente, a opinião da CNN Brasil.

    Sugestões de artigos devem ser enviadas a forumcnn@cnnbrasil.com.br e serão avaliadas pela editoria de especiais.

    Este texto não reflete, necessariamente, a opinião da CNN Brasil.