Itália tem mais 919 mortes causadas pela COVID-19 em um só dia


Da CNN, em São Paulo
27 de março de 2020 às 14:19 | Atualizado 31 de março de 2020 às 14:53
Caixões em igreja perto de Bergamo, na Lombardia, na Itália

Caixões numa igreja em Serina, perto de Bergamo, na Lombardia, região da Itália mais atingida pelo coronavírus

Foto: Flavio Lo Scalzo - 22.mar.2020/ Reuters
 
O número de mortes causadas pelo novo coronavírus na Itália subiu para 9.134 nesta sexta-feira (27), sendo 919 delas nas últimas 24 horas — o maior crescimento diário desde o início da pandemia no país, em 21 de fevereiro.

Até então, o pior dia da pandemia no país europeu havia sido o 21 de março, quando 793 pessoas morreram. 

O número total de casos confirmados aumentou de 80.539 para 86.498, ultrapassando o total da China, onde a epidemia da coronavírus surgiu no final do ano passado.

De acordo com a contabilização da Agência de Proteção Civil, o número de pacientes recuperados passou de 10.361 para 10.950 nesta sexta. Há ainda 3.732 pessoas em terapia intensiva contra 3.612 anteriores.

A região da Lombardia, no norte do país, é a mais atingida. A área relatou um aumento acentuado de mortes em comparação com o dia anterior e permanece em uma situação crítica, com um total de 5.402 mortes e 37.298 casos. Com Reuters