Pelo segundo dia, número de novos casos de coronavírus na Itália se estabiliza

Números sugerem que curva da evolução da doença no país está se estabilizando

Da CNN, em São Paulo
31 de março de 2020 às 15:05 | Atualizado 31 de março de 2020 às 15:11
Funcionário limpa a Praça Duomo, em Milão, na Itália, durante pandemia do novo coronavírus 
Foto: Flavio Lo Scalzo/Reuters (31.mar.2020)

A Itália registrou nesta terça (31) 4.053 novos casos de infecção pelo novo coronavírus —ante 4.050 nesta segunda (30). Ao todo, o país tem 105.792 pacientes confirmados da doença.

Foram reportados 5.217 novos casos no domingo (29) e 5.974 no sábado (28), o que sugere que a curva da evolução da doença da COVID-19 está se estabilizando.

O número de mortos subiu 837, um aumento ligeiro sobre o número do dia anterior, 812. Apesar de ter sido superada recentemente pelos Estados Unidos na quantidade de casos, a Itália segue como a nação com mais vítimas da nova doença. Ao todo, são 12.428, conforme anunciou a Agência de Proteção Civil local nesta terça.

Ainda é cedo para dizer se a tendência de estabilidade se manterá. Apesar de o número de mortos e infectados pela doença na Itália ter caído durante a semana passada, na sexta-feira (27) foram registradas 919 mortes, a maior quantia de vítimas em um só dia desde o início da epidemia no país.

Na Lombardia, região mais afetada pelo vírus, o número de vítimas diminuiu pelo terceiro dia seguido. No entanto, na vizinha Piemonte, houve 105 mortes a mais que no dia anterior.

Dos pacientes que foram internados, 15.729 se recuperaram até esta terça. Outras 4.023 seguem internadas em UTIs.

Com informações da Reuters