Casos novos diminuem na Itália, mas mortes passam de 20 mil

O número de casos confirmados subiu para 159.516, a terceira maior estatística global, atrás apenas dos Estados Unidos e Espanha

Da CNN, em São Paulo
13 de abril de 2020 às 14:15

Mulher usa máscara em Turim, região que sediaria jogo entre Juventus e Milan pela semifinal da Copa da Itália; partida foi adiada

Foto: Massimo Pinca/Reuters (27.fev.2020)

As mortes pela epidemia da COVID-19 na Itália aumentaram em 566 casos nesta segunda-feira (13), diante de 431 no dia anterior. No entanto, o número de novos casos diminuiu para 3.153 em relação a 4.092 anteriores, sendo o mais baixo desde 7 de abril.
 
A soma de mortes desde o surgimento do surto, em 21 de fevereiro, chegou a 20.465, informou a Agência de Proteção Civil, a segunda maior do mundo depois da dos Estados Unidos.

Leia também:

Embaixada da Itália no Brasil pede que italianos retornem com urgência ao país
 

O número de casos oficialmente confirmados subiu para 159.516, a terceira maior estatística global, atrás apenas dos Estados Unidos e da Espanha.
 
Hoje, haviam 3.260 pessoas em terapia intensiva (UTI). Ontem, 3.343 – apresentando um declínio diário consecutivo.
 
Dos infectados originalmente, 35.435 foram declarados recuperados em relação aos 34.211 do dia anterior.