Polícia italiana multou 42 mil pessoas por quebrarem isolamento durante a Páscoa


Da CNN
14 de abril de 2020 às 14:54
Polícia para barco em Veneza, na Itália, durante pandemia do novo coronavírus

Polícia para barco em Veneza, na Itália, durante pandemia do novo coronavírus

Foto: Manuel Silvestri/Reuters (14.mar.2020)

A polícia italiana multou mais de 42 mil pessoas por desrespeitarem o isolamento social durante o feriado de Páscoa, entre sábado (11) e segunda-feira (13).

Somente na segunda, foram registradas 16.545 multas. Foi o recorde de punições em um único dia desde o estabelecimento da quarentena no país, para conter a transmissão do novo coronavírus.

A Itália está em quarentena total, com comércio fechado e restrição de movimento, desde 8 de março. Na última sexta-feira (10), o primeiro-ministro Giuseppe Conte anunciou que a medida continuará em vigor até 3 de maio.

Nesta terça-feira (14), a Itália registrou 2.972 novos casos de COVID-19 — o menor número diário em quase cinco semanas. No dia anterior, foram confirmadas 3.153 novas infecções.

O número de mortes, no entanto, subiu pelo segundo dia consecutivo. Foram 602 vítimas, ante 566 na segunda-feira.

Ao todo, o país tem 162.488 pacientes e 21.067 mortes pelo novo coronavírus.

Com informações da CNN e da Reuters