Sem medidas de mitigação, Japão pode ter 400 mil mortes por coronavírus

Reportagens citam projeção não divulgada do Ministério da Saúde que estima ainda que 850 mil pessoas podem precisar de ventiladores no país

Da CNN, em São Paulo
15 de abril de 2020 às 09:59
Apesar de mais vazias após medidas do governo contra o novo coronavírus, ruas de Tóquio continuam bastante movimentadas
Foto: Issei Kato - 8.abr.2020/ Reuters

Mais de 400 mil japoneses podem morrer infectados pelo novo coronavírus caso o governo não tome atitudes rápidas para conter propagação da doença, afirmaram nesta quarta-feira (15) a emissora estatal NHK e outros meios de comunicação local.

Os relatos citam uma projeção não divulgada do Ministério da Saúde que também estimou que cerca de 850 mil pessoas podem precisar de ventiladores. Atualmente, o Japão testa apenas pessoas com sintomas do novo coronavírus.

Leia também:

Japão registra aumento recorde de casos de coronavírus pelo 4º dia consecutivo

Robôs substituem estudantes em formatura no Japão por causa de COVID-19

O Japão registrou uma taxa de infecção acelerada nas últimas semanas, principalmente em Tóquio. O governo respondeu declarando uma emergência na capital e seis outras áreas, incluindo Osaka, e uma meta de reduzir as interações entre as pessoas em 70%.

Após adiar as Olimpíadas de 2020, programadas para acontecer este ano em Tóquio, especialistas dizem que as autoridades aumentaram os esforços para controlar a pandemia no país, mas temem que as ações possam ocorrer tarde e a demora custe a vida de milhares de pessoas.

O número de casos confirmados de COVID-19 no Japão ultrapassou 8 mil, com ao menos 146 mortes, de acordo com dados da Universidade Johns Hopkins. (Com informações de CNN e Reuters)