Casos ativos de COVID-19 diminuem pelo terceiro dia seguido na Itália

Desde o início da epidemia no país, 54.543 pessoas já se recuperaram da doença

da CNN
22 de abril de 2020 às 15:11
Pessoas fazem fila em Roma para receber máscaras de proteção
Foto: Yara Nardii/Reuters (22.abr.2020)

O número de pacientes com COVID-19 na Itália registrou queda pelo terceiro dia seguido nesta quarta-feira (22). Desde segunda (20), os casos ativos vem diminuindo pela primeira vez desde o início da epidemia no país, em fevereiro.

No momento, há 107.699 portadores da doença, ligeira queda ante a cifra registrada no dia anterior, de 107.709. Entre as pessoas que se contaminaram, 54.543 já foram declarados recuperados até a tarde desta quarta.

No entanto, o número de novos casos aumentou para 3.370, ante os 2.729 registrados nesta terça-feira. O acumulado de casos confirmados na Itália é de 187.327, o terceiro maior número global, atrás da Espanha e dos Estados Unidos. Esse aumento, segundo a Defesa Civil, se deve ao aumento de número de testes diários feitos no país. Porcentualmente, no entanto, a taxa positivos por teste feito se mantém em torno de 5%.

Os pacientes internados em UTIs também diminuíram, mantendo a tendência observada há mais de uma semana. Atualmente, são 2.384, contra os 2.471 reportados na terça-feira.

O número de mortes diárias também caiu em relação ao dia anterior. Foram 437, contra 534 registradas anteriormente. O total de vítimas da COVID-19 no país é de 25.085.

A Itália continua em quarentena até ao menos dia 3 de maio. Alguns comércios foram autorizados a reabrir na semana passada, como livrarias, papelarias e lojas de vestuário para crianças. 

Com informações da Reuters