Wuhan tem 5 novos casos de Covid-19 em 24h, maior aumento em quase dois meses

Primeiro epicentro da doença, cidade voltou a registrar um caso no sábado - o que não acontecia desde 3 de abril. Neste domingo, foram 5 novas infecções

Da CNN*
11 de maio de 2020 às 00:00 | Atualizado 11 de maio de 2020 às 00:02
Pessoas usando máscaras de proteção em Wuhan, na China 
Foto: Reuters

Um dia após registrar o primeiro caso de coronavírus após pouco mais de um mês, a cidade chinesa de Wuhan informou, neste domingo (10), a confirmação de 5 novos casos de Covid-19. Esse é o maior aumento diário na cidade desde 11 de março. 

Wuhan foi o primeiro epicentro mundial da doença e permaneceu em lockdown por 76 dias até ser reaberta em 8 de abril. Tinha registrado seu último caso da doença em 3 de abril, até as novas infecções informadas neste fim de semana.  

Segundo as autoridades, os cinco novo casos registrados neste domingo são todos oriundos de um mesmo complexo habitacional na cidade. 

Em toda a China, foram notificados 17 novos casos de Covid-19 em 10 de maio, aumentando em relação ao dia anterior e marcando o maior aumento diário desde 28 de abril.

Embora a nova contagem de casos permaneça nitidamente mais baixa que o pico do surto em fevereiro, os dados ressaltam os riscos contínuos apresentados pela Covid-19. Com a pandemia se espalhando por todo o mundo, Pequim continua a exortar a vigilância, enquanto tenta reiniciar a economia.

Dos novos casos relatados no domingo no país, sete eram importados, envolvendo viajantes do exterior.

A província de Jilin, no nordeste do país, que no sábado registrou onze novas infecções, informou três novos casos locais neste domingo. Nas províncias próximas de Liaoning e Heilongjiang, cada um relatou um caso.

O número total de infectados na China continental agora é de 82.918 e o número de mortos permaneceu inalterado em 4.633.

* Com Reuters