Nova Zelândia tem 14 novos casos de Covid-19; governo espera por mais infecções

País vive novo surto após mais de 100 dias sem transmissões locais. "Quando há um epicentro, ele cresce antes de diminuir", diz premiê ao estimar mais casos

Isaac Yee, da CNN
13 de agosto de 2020 às 00:58
Premiê da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, durante entrevista 
Foto: Martin Hunter - 13.mar.2020/Reuters


Autoridades de saúde da Nova Zelândia informaram, nesta quinta-feira (13), que identificaram 14 novos casos do novo coronavírus - e alertaram que provavelmente encontrarão mais - à medida que o país enfrenta um novo surto.

A onda de casos encerrou uma série de mais de 100 dias sem nenhuma infecção transmitida localmente no país.

Leia também:
Nova Zelândia adota restrições parciais após volta de casos locais de Covid-19

“Esperamos que haja mais casos”, disse o Diretor Geral de Saúde da Nova Zelândia, Dr. Ashley Bloomfield, em entrevista coletiva na quinta-feira.

A primeira-ministra Jacinda Ardern reiterou esse sentimento. "Como todos nós aprendemos com nossa primeira experiência com a Covid, uma vez que você identifica um epicentro, ele cresce antes de diminuir. Devemos esperar que esse seja o caso aqui", disse ela

Todos os casos, exceto um, são transmitidos localmente e estão relacionados a quatro casos confirmados em Auckland, a cidade mais populosa do país. O outro caso é uma mulher em isolamento controlado que recentemente entrou no país vinda das Filipinas.

Dos 13 casos que são transmitidos localmente, três pacientes são funcionários da Americold, uma instalação de armazenamento de frio onde um dos casos relatados anteriormente trabalhou. Sete dos casos são familiares de funcionários da Americold.

Um aluno da escola também testou positivo para o vírus, disse Bloomfield. O aluno é contato próximo de um dos quatro casos relatados nesta terça-feira.

O que está acontecendo na Nova Zelândia

No fim de semana, o país - que tem sido apontado como exemplo de como combater o vírus - completou 100 dias sem nenhuma infecção transmitida localmente.

Mas essa seqüência chegou ao fim esta semana. Na terça-feira, a Nova Zelândia anunciou quatro novos casos transmitidos localmente - e na quarta-feira, Auckland entrou em um bloqueio de nível 3 por três dias.

O parlamento deveria ser dissolvido na quarta-feira, antes das eleições nacionais do país, em setembro, mas foi adiado. Ardern não anunciou se vai adiar a eleição, que está marcada para 19 de setembro.

A Nova Zelândia registrou mais de 1.200 casos confirmados de coronavírus, incluindo 22 mortes.