Seul torna distanciamento social mais rígido após aumento de casos de Covid-19

Capital da Coreia do Sul volta ao nível 2 de restrições, limitando reuniões internas a até 50 pessoas e impedindo público em eventos esportivos

Sangmi Cha, da CNN
15 de agosto de 2020 às 02:46
Sul-corenas usam máscaras de proteção contra o novo coronavírus
Foto: Kim Kyung-Hoon/Reuters (5.mar.2020)


A Coreia do Sul relatou 166 novos casos do novo coronavírus na sexta-feira, dos quais 155 eram domésticos, o que levou à reimposição de barreiras de distanciamento social mais apertadas na área de Seul, enquanto autoridades demonstram preocupação com uma nova onda de Covid-19.

A Coreia do Sul usou rastreamento invasivo e testes generalizados para conter seu primeiro surto do vírus, mas a quarta maior economia da Ásia experimentou surtos persistentes nas últimas semanas, principalmente na densamente povoada área da capital.

Leia também:
Surto de Covid cresce na Nova Zelândia; Austrália tenta conter casos em Victoria

Pelo segundo dia consecutivo em mais de quatro meses, o país relatou um salto repentino nos casos de transmissão local, disse o Centro para Controle e Prevenção de Doenças (KCDC) da Coreia.

Os novos casos levaram a contagem da Coreia do Sul para 15.039 com 305 mortes até a meia-noite de sexta-feira no horário local. 

As autoridades decidiram atualizar as diretrizes de distanciamento social para o segundo estágio em Seul e na província vizinha de Gyeonggi, disse o primeiro-ministro Chung Sye-kyun em uma reunião no sábado.

"Estamos enfrentando uma situação extremamente perigosa que pode levar a outra onda de epidemia se não conseguirmos superar esta crise", disse Chung.

As autoridades de saúde categorizaram as regras de distanciamento social em três estágios - o estágio 1 sendo o menos intenso e o estágio 3 o mais difícil, onde escolas e empresas são instadas a fechar.

O segundo estágio limita as reuniões internas a menos de 50 e as externas a menos de 100, e proíbe os espectadores em jogos esportivos, decepcionando os fãs que acabaram de voltar aos estádios de beisebol e futebol após um atraso de cinco semanas na temporada.