'O impensável se tornou normal', diz Bernie Sanders na convenção democrata

Sanders afirmou que o governo de Donald Trump "não só é uma ameaça à democracia, ao atacar a ciência ele colocou nossas vidas em risco"

Da CNN, em São Paulo
18 de agosto de 2020 às 00:06 | Atualizado 18 de agosto de 2020 às 00:57

Teve início, nesta segunda-feira (17), a convenção do Partido Democrata dos Estados Unidos, conduzida com transmissões virtuais por conta da pandemia do novo coronavírus. Em um dos discursos mais aguardados da noite, o senador Bernie Sanders afirmou que o governo de Donald Trump "não só é uma ameaça à democracia, ao atacar a ciência ele colocou nossas vidas em risco", em referência às medidas adotadas pela Casa Branca para combater a pandemia. 

Leia também:
'Uma liderança de caos e sem empatia', diz Michelle Obama sobre Trump

Os Estados Unidos são o país com mais mortos e mais casos confirmados do novo coronavírus. 

"O impensável se tornou normal", afirmou o senador, entre críticas ao governo Trump. Citando as desconfianças levantadas pelo atual presidente à votação pelos correios, Sanders pediu aos democratas uma "resposta sem precedentes, com pessoas lutando pela democracia".

"Muita de nossas ideias que há alguns anos eram consideradas radicais, hoje são tendências. Se Trump for reeleito, tudo que fizemos será perdido", disse o senador.  "Não podemos tratar isso como normal", acrescentou. 

 

(Edição de Diego Freire)