'Uma liderança de caos e sem empatia', diz Michelle Obama sobre Trump

Em diversos momentos de seu discurso, Michelle citou George Floyd, cuja morte motivou protestos em todo o país

Da CNN, em São Paulo
18 de agosto de 2020 às 00:31 | Atualizado 18 de agosto de 2020 às 01:30

Em discurso na convenção democrata iniciada nesta segunda-feira (17), a ex-primeira-dama dos Estados Unidos, Michelle Obama, fez comparações entre o governo de Donald Trump e o de seu marido Barack Obama. "Quando olhamos para essa liderança [Donald Trump] em busca de segurança, encontramos caos e falta de empatia", avaliou.

"Quando meu marido saiu da Casa Branca com Biden ao seu lado, nós tínhamos números recordes de criação de empregos e andávamos ao lado dos cientistas", disse Michelle. 

Leia também:
'O impensável se tornou normal', diz Bernie Sanders na convenção democrata

"Quatro anos depois o estado da nossa nação é muito diferente. Mais de 150 mil pessoas morreram e nossa economia está em frangalhos. Com um vírus ignorado por esse presidente", afirmou a ex-primeira-dama. 

"No cenário global, viramos nossas costas para os outros países", acrescentou Michelle, que apontou que Trump "não é a pessoa certa" para governar o país em meio a uma pandemia e as crescentes demandas por justiça social e racial. Em diversos momentos de seu discurso, Michelle citou George Floyd, cuja morte motivou protestos em todo o país. 

"O presidente tem a capacidade de mexer com os mercados, trazer guerra ou paz. Você não pode fingir. Ser um presidente revela quem você é", disse Michelle. 

(Edição de Diego Freire)