Peru: 15 participantes de festa clandestina testam positivo para Covid-19

13 pessoas morreram após ação policial que dispersou a festa, realizada no último sábado em clube com mais de 120 pessoas em Lima

Claudia Dominguez, Jimena de la Quintana e Daniel Silva Fernandez, da CNN
24 de agosto de 2020 às 02:25 | Atualizado 24 de agosto de 2020 às 02:31
 
 

Ao menos 15 participantes de uma festa clandestina em Lima, realizada neste sábado (22), tiveram resultado positivo para o novo coronavírus, disse o Ministério da Saúde do Peru no domingo. O caso teve repercussão internacional após 13 pessoas morreram depois de uma intervenção policial na festa. Os óbitos ocorreram por esmagamento e asfixiamento durante a dispersão do local.

O ministro do Interior do país, Jorge Montoya, disse que a polícia prendeu os proprietários do clube, onde 13 pessoas morreram, informou a agência de notícias oficial do Peru, a Agência Andina.

Leia também:
Estados Unidos autorizam uso do plasma convalescente para tratamento da Covid-19

Outros três ficaram feridos na debandada, quando os participantes da festa tentaram escapar de uma operação policial no local, segundo Orlando Velasco Mujica, general da Polícia Nacional do Peru.

A polícia foi chamada ao Thomas Restobar no distrito de Los Olivos, em Lima, na noite de sábado, para encerrar uma festa ilegal com mais de 120 pessoas.

Medidas de distanciamento social estão vigentes no Peru, grandes encontros sociais são proibidos e há um toque de recolher às 22h em um esforço para retardar a propagação do coronavírus.