Covid-19: Com 2ª onda na Europa e alta nos EUA, mundo vai a 45 milhões de casos

Segundo contagem da Universidade Johns Hopkins, mundo já teve mais de 1,1 milhão de mortes relacionadas à Covid-19

De Diego Freire, da CNN, em São Paulo
30 de outubro de 2020 às 02:55 | Atualizado 30 de outubro de 2020 às 03:15
Movimentação em terminal rodoviário de Porto Alegre durante pandemia da Covid-19
Foto: José Carlos Daves/Agência F8/Estadão Conteúdo (24.set.2020)


O mundo ultrapassou a marca de 45 milhões de casos do novo coronavírus nesta sexta-feira (30), segundo dados da universidade americana Johns Hopkins. Às 2h50, pelo horário de Brasília, o painel em tempo real da entidade apontava 45.018.354 infecções já registradas em todo o mundo desde o início da pandemia.

Segundo a mesma contagem, o mundo já somou mais de 1,1 milhão de mortos pela Covid-19 e 30,3 milhões daqueles que se infectaram podem ser considerados "recuperados" e não são casos ativos. 

Leia e ouça também:
2ª onda da Covid-19 avança na Rússia, e incertezas pairam em torno da Sputnik V

Argentina: a quarentena mais longa do mundo e seus 1,1 milhão de infectados

Mais de 6 milhões de caixas de cloroquina foram distribuídas no Brasil

Mutação do novo coronavírus se espalha pela Europa e chega a doze países


A marca de 45 milhões de casos é atingida horas após os Estados Unidos, país com mais infecções no mundo em números absolutos (8,9 milhões), baterem o recorde nacional de alta diária no registro de novos infectados: foram mais de 87 mil nesta quinta-feira.

Ex-comissário da Food and Drug Administration (FDA), agência reguladora dos EUA, o Dr. Scott Gottlieb disse acreditar que 100.000 novos casos por dia nos EUA são "iminentes" nos próximos dias. Assim, o país bateria o recorde da Índia, que registrou mais de 97 mil casos em um dia em setembro.

A Índia é o segundo país com mais casos totais e chegou na quinta-feira à marca de 8 milhões de infectados já registrados desde o início da pandemia de Covid-19. O país, segundo mais populoso do planeta, viu a média diária de novos registros baixar nas últimas semanas, mas há temor de que os casos voltem a aumentar com aglomerações na atual temporada de festivais - com as populares celebrações hindus de Dussehra e Diwali entre outubro e novembro.

Para a Organização Mundial da Saúde (OMS), que na terça-feira anunciou o recorde semanal de novos infectados no mundo (2,8 milhões), a Europa voltou a ser o epicentro da doença.

Com constantes recordes diários de casos - superando já os índices do primeiro pico europeu, entre março e abril, embora a mortalidade esteja menor -, países europeus anunciaram recentemente novas medidas restritivas para conter a segunda onda. França e Alemanha, por exemplo, retomaram lockdowns.

Veja, abaixo, os 5 países com mais casos e mais mortes pela Covid-19 segundo a contagem da Johns Hopkins na madrugada desta sexta-feira (30):

Mais casos
1. Estados Unidos - 8,9 milhões
2. Índia - 8 milhões
3. Brasil - 5,4 milhões 
4. Rússia - 1,5 milhão
5. França - 1,3 milhão

Mais mortes
1. Estados Unidos - 228.668
2. Brasil - 158.969
3. Índia - 121.090
4. México - 90.773
5. Reino Unido - 46.045