Ataque com carro-bomba no Afeganistão deixa 9 mortos; alvo era legislador

Khan Mohammad Wardak sobreviveu à explosão, mas está entre os 20 feridos; governo diz que Taleban matou 487 civis e feriu outros 1.049 nos últimos 3 meses

Reuters
20 de dezembro de 2020 às 08:44 | Atualizado 20 de dezembro de 2020 às 13:45

 

A explosão de um carro-bomba em Cabul, capital do Afeganistão, teve como alvo um legislador afegão e matou pelo menos nove pessoas, disseram autoridades.

O legislador Khan Mohammad Wardak sobreviveu à explosão, mas está entre os 20 feridos, incluindo mulheres e crianças, disse o ministro do Interior Massoud Andarabi.

Não está claro se o explosivo foi colocado em um carro estacionado na rota do parlamentar ou se um veículo com explosivos era dirigido por um suicida, acrescentou Andarabi. Nenhum grupo assumiu a responsabilidade pela explosão até o momento.

Legislador afegão foi alvo de ataque com carro-bomba que deixou 9 mortos
Foto: Reuters

O Afeganistão tem visto um aumento acentuado da violência, especialmente dos ataques com bombas, nas últimas semanas, enquanto o governo e o Taleban mantêm negociações para tentar encerrar o conflito de quase 20 anos que divide o país.

Assista e leia também:
Ataques com foguetes na capital do Afeganistão matam ao menos 3 civis
Estados Unidos anunciam retirada de parte de militares no Iraque e Afeganistão
Atentado suicida em centro educacional deixa ao menos 18 mortos em Cabul

Bombardeios não relacionados com esse caso também foram relatados neste domingo (20) nas províncias de Logar, Nangarhar, Helmand e Badakhshan, nos quais vários civis e membros das forças de segurança foram mortos e feridos.

Na sexta-feira (18), a explosão de uma bomba matou pelo menos 15 civis, incluindo 11 crianças, na província central de Ghazni.

O Ministério do Interior afegão disse que o Taleban matou 487 civis e feriu outros 1.049 ao realizar 35 ataques suicidas e 507 explosões em todo o país nos últimos três meses.