Uma pessoa morre de Covid-19 a cada 10 minutos no condado de Los Angeles

Estado da Califórnia foi o primeiro dos Estados Unidos a ultrapassar a marca de 2 milhões de casos do novo coronavírus

Por Dakin Andone, da CNN
26 de dezembro de 2020 às 01:44 | Atualizado 26 de dezembro de 2020 às 01:55

Autoridades de saúde pública do condado de Los Angeles, nos Estados Unidos, registraram 148 novas mortes por Covid-19 na última quinta-feira (24), o segundo dia consecutivo em que o condado bateu recorde de novos óbitos.

"Uma pessoa agora morre a cada 10 minutos no Condado de LA por Covid-19", disse a Diretora de Saúde Pública regional, Barbara Ferrer, em um comunicado.

"E, como muitas dessas mortes são evitáveis, nosso foco coletivo deve ser fazer o certo para salvar vidas", acrescentou.

Leia também:
Médico tem reação alérgica grave à vacina da Moderna contra Covid-19
O que se sabe sobre a nova variante do coronavírus na África do Sul



De acordo com o comunicado à imprensa, há cerca de 6.500 pessoas hospitalizadas com Covid-19 no condado, 20% das quais estão em unidades de tratamento intensivo (UTIs) - um pico de pandemia. Só na última semana, o número de pacientes com o novo coronavírus em hospitais aumentou em mais de 1.600.

"Espero que cada um de nós encontre força e coragem para assumir a responsabilidade pelo bem-estar um do outro", disse Ferrer, pedindo à população que siga as diretrizes de saúde pública, como ficar em casa e usar uma máscara quando estiver em público. "Essas são as únicas ferramentas que funcionarão agora."

De acordo com o Departamento de Saúde Pública da Califórnia, a capacidade de leitos em UTI tanto nas regiões do Vale de San Joaquin quanto no sul do estado está em 0%, e é provável que lockdowns sejam estendidos para a maior parte do estado.

Em todo o estado, houve 351 mortes relacionadas à doença registradas na quinta-feira - o terceiro maior número de mortes por coronavírus em um único dia - elevando o número de óbitos na Califórnia para 23.635, de acordo com autoridades de saúde pública.

O estado registrou mais de 39.000 novos casos na quinta-feira. Nesta semana, a Califórnia se tornou o primeiro estado a ultrapassar 2 milhões de casos de Covid-19 - "um marco importante", disse o secretário de Saúde e Serviços Humanos da Califórnia, Dr. Mark Ghaly.

"Os hospitais estão lotados, os leitos de UTI são poucos, e as pessoas estão morrendo", disse Ghaly em um comunicado à imprensa. "A coisa mais simples que podemos fazer, mas também a mais significativa, é ficar em casa. Somos a primeira linha de defesa contra este vírus e devemos agir agora."