Governo dos EUA recorre de ordem que suspende restrições ao TikTok

Decisão tomada por juíza em outubro impedia que restrições impostas ao aplicativo entrassem em vigor

David Shepardson, da Reuters
28 de dezembro de 2020 às 16:20
Governo de Donald Trump entrou em disputa contra o aplicativo chinês TikTok
Foto: REUTERS/Dado Ruvic

O governo dos Estados Unidos recorreu nesta segunda-feira (28) da ordem de um juiz que impedia o Departamento de Comércio de impor restrições ao aplicativo chinês TikTok, o que teria efetivamente barrado seu uso nos Estados Unidos.

Leia e assista também:

Clone indiano do TikTok recebe US$100 mi de investidores como Google e Microsoft

Brasil deve decidir se chinesa Huawei entra no leilão do 5G; o que está em jogo?

O juiz distrital Carl Nichols, de Washington, emitiu uma ordem após a juíza Wendy Beetlestone, na Pensilvânia, bloquear em outubro as restrições que entrariam em vigor em 12 de novembro. O Departamento de Justiça disse que estava recorrendo da ordem de Nichols ao Tribunal de Recursos para o Distrito de Columbia.