Israel autoriza o uso de vacina da Moderna contra o novo coronavírus


Reuters
05 de janeiro de 2021 às 07:44
Israel é o terceiro país a aprovar o uso da vacina da Moderna contra a Covid-19
Israel é o terceiro país a aprovar o uso da vacina da Moderna contra a Covid-19
Foto: Reuters

O ministério da saúde de Israel autorizou o uso da vacina contra o novo coronavírus desenvolvida pela farmacêutica norte-americana Moderna, informaram a empresa e um funcionário do governo israelense.

O país é o primeiro fora da América do Norte a aprovar o uso do imunizante contra a Covid-19 – e o terceiro do mundo a fazê-lo, depois de EUA e Canadá. Outros pedidos estão em análise pela União Europeia, por Cingapura, pela Suíça e pelo Reino Unido.

"O Ministério da Saúde de Israel garantiu 6 milhões de doses e as primeiras entregas (estão) previstas para começar em janeiro", disse Moderna em um comunicado na segunda-feira (4).

O diretor-geral do ministério da saúde de Israel, Hezi Levy, confirmou o acordo de importação. Entrevistado por uma rádio local, ele se recusou a dar detalhes sobre o tamanho do carregamento e disse que a data de chegada está em discussão.

Assista e leia também:
Israel confirma primeira morte por reinfecção causada pelo coronavírus
EUA consideram usar meia dose da vacina da Moderna para ampliar vacinação

Israel começou a vacinar sua população em uma das taxas mais rápidas do mundo, e visa atingir todos os cidadãos vulneráveis ??até o final de janeiro. As autoridades iniciaram a vacinação em 19 de dezembro com a vacina desenvolvida pela Pfizer/BioNTech.

O Banco de Israel disse na segunda-feira (4) que espera que a economia se recupere rapidamente em 2021 se o ritmo da vacinação de pessoas contra a Covid-19 for mantido.

Israel, que tem uma população de cerca de 9 milhões de pessoas, já registrou mais de 450.000 casos de Covid-19 e 3,4 mil mortes pela doença.

Já a Moderna afirmou que produzirá pelo menos 600 milhões de doses de sua vacina em 2021, um aumento de 100 milhões de doses em relação à previsão anterior. A empresa está ampliando sua equipe para entregar até 1 bilhão de doses este ano.

A Moderna forneceu cerca de 18 milhões de doses ao governo dos EUA como parte de um acordo que chegará ao total de 200 milhões de doses. Também assinou um acordo com o governo canadense para fornecer 40 milhões de doses.