Equipe da OMS chega a Wuhan para investigar as origens da Covid-19


Da CNN, em São Paulo*
14 de janeiro de 2021 às 01:15 | Atualizado 14 de janeiro de 2021 às 01:21
Pessoas com máscaras de proteção caminham em rua de Wuhan, na China
Pessoas com máscaras de proteção caminham em rua de Wuhan, na China, primeiro epicentro da Covid-19
Foto: Aly Song - 03.abr.2020/ Reuters


Uma equipe internacional de cientistas liderada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) chegou à cidade de Wuhan, no centro da China, segundo informou a televisão estatal chinesa nesta quinta-feira (14).

Os técnicos investigarão as origens do novo coronavírus na cidade que foi o primeiro epicentro global de casos da Covid-19, com registros desde o final de 2019.

A equipe deve passar cerca de um mês na cidade, incluindo duas semanas em quarentena.

 

A equipe de investigadores inicialmente planejava entrar na China no início de janeiro, mas sua chegada foi atrasada devido à falta de autorização de Pequim.

Na ocasião, o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, disse estar "desapontado" com o impedimento da entrada da equipe. "Estive em contato com altos funcionários chineses e mais uma vez deixei claro que a missão é uma prioridade para a OMS e a equipe internacional", disse.

O Dr. Michael Ryan, diretor executivo do programa de emergências de saúde da OMS, disse que havia um problema com os vistos e um membro da equipe já havia voltado para casa. O outro estava esperando em trânsito em um terceiro país.

*Com informações de Lusha Zhang, Helen Regan e Gabriel Crossley, da Reuters