Professor: Não é certo que Trump vai conseguir se manter politicamente relevante

Thiago Amparo analisa o futuro do republicano após deixar a Casa Branca

Da CNN, em São Paulo
20 de janeiro de 2021 às 10:23 | Atualizado 20 de janeiro de 2021 às 10:24

O futuro de Donald Trump está indefinido após deixar a presidência dos Estados Unidos, nesta quarta-feira (20). O professor de Direito Internacional da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Thiago Amparo, explica em entrevista à CNN o que pode acontecer depois da cerimônia de posse de Joe Biden.

"É uma incógnita como será a vida política de Trump, de familiares e aliados do Trumpismo em geral. Há um impeachment acontecendo, o que está em jogo é se ele pode concorrer nas eleições futuras. Está havendo uma mobilização dentro do partido republicano após a invasão do Capitólio, alguns o rejeitam e condenam. Veremos se ele vai conseguir continuar galvanizando uma série de apoios no partido republicano ou se após tudo isso vai conseguir se manter politicamente relevante nos EUA", avalia.

Donald Trump encerrou o mandato nesta quarta-feira (20)
Foto: Carlos Barria/Reuters (5.nov.2020)

Continuar sob os holofotes também é possível. "Antes de presidente, Trump é uma figura midiática. Talvez ele vá querer aparecer sempre na televisão, fazer comentários políticos durante o mandato de Biden. É uma incógnita se ele vai continuar investindo na postura como figura midiática ou se essa série de desafios legais fará com que Trump se dissolva, considerando também a suspensão no Twitter, sua principal forma de comunicação com a população". 

Enquanto tudo isso não é definido, Biden toma precauções para não ter o início do mandato ofuscado. "Há o perigo de se continuar discutindo a invasão e o impeachment, mas Biden tenta estabelecer a agenda legislativa. Uma forma dele contrabalancear isso foi desde o primeiro dia ter colocado as prioridades para os primeiros 100 dias".

(Publicado por: André Rigue)