Chile autoriza uso emergencial da vacina da AstraZeneca contra Covid-19

Diretor do Instituto de Saúde chileno, Heriberto García afirmou que foi aprovada a entrada de 6 milhões de doses do imunizante no país durante 2021

Cristopher Ulloa, da CNN
27 de janeiro de 2021 às 16:42
Chile liberou o uso emergencial da vacina da farmacêutica
Foto: Dado Ruvic/Reuters

O painel de especialistas do Instituto de Saúde Pública do Chile (ISP) autorizou por unanimidade, nesta quarta-feira (27), o uso emergencial da vacina contra Covid-19 desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca e pela Universidade de Oxford para pessoas maiores de 18 anos.

O diretor do ISP, Heriberto García, afirmou que foi aprovada a entrada de 6 milhões de doses da vacina AstraZeneca para o sul do país durante 2021, que se somarão às doses de Pfizer-BioNTech já disponíveis no Chile, e com aqueles que foram inoculados em 56.759 pessoas com a primeira dose e 10.315 com as duas doses.

Por sua vez, o presidente do Chile, Sebastián Piñera, anunciou em entrevista coletiva na terça-feira (26) que a vacinação em massa da população terá início na primeira semana de fevereiro, após a chegada dos primeiros carregamentos da vacina chinesa Sinovac, que chegarão nesta quinta-feira para o Chile.

Durante a manhã, o Ministério da Saúde do Chile notificou 3.371 novos casos do novo coronavírus e 17 mortes no último dia, somando um total de 709.888 infecções e 18.040 mortes desde o início da pandemia no sul do país.