Congresso dos EUA criará comissão independente para apurar invasão ao Capitólio

Presidente da Câmara, Nancy Pelosi, defende investigação independente que detalhe todas as falhas que aconteceram nos serviços de segurança dos Estados Unidos

Da CNN, em São Paulo
16 de fevereiro de 2021 às 18:56

Apesar do fim do processo de impeachment de Donald Trump, os democratas persistem em uma ampla investigação à invasão ao Capitólio, ocorrida no início de 2021. A presidente da Câmara americana, Nancy Pelosi, disse que quer uma apuração dos fatos semelhante ao que aconteceu com os atentados terroristas de 11 de setembro de 2001.

Pelosi defende uma investigação independente que detalhe todas as falhas que aconteceram nos serviços de segurança dos Estados Unidos no dia da invasão. Por isso, deputados, senadores e funcionários públicos não farão parte da comissão.

Ainda segundo Pelosi, a nova comissão terá mais representatividade, pois a investigação do 11 de setembro contou apenas com homens brancos e uma mulher apurando o caso.

Ação civil contra Trump

Em paralelo à investigação da invasão ao Capitólio, o ex-presidente Donald Trump também enfrentará uma ação civil movida pelo presidente da Comissão de Segurança Interna da Câmara.

Além de Trump, seu advogado Rudolph Giuliani, que é ex-prefeito de Nova York, também está sendo acusado pelo senador do Mississipi de ter conspirado com grupos de extrema-direita para incitar a invasão ao Congresso americano.

A líder da Cãmara dos Representantes dos EUA, Nancy Pelosi
Foto: REUTERS/Erin Scott

(Publicado por Daniel Fernandes)