Colapso sanitário na Índia pode ter impacto global no combate à Covid-19

Da CNN, em São Paulo
29 de abril de 2021 às 05:00 | Atualizado 30 de abril de 2021 às 14:15

A Índia, maior fornecedora mundial de vacinas, está mergulhada em uma verdadeira tempestade de Covid-19, como definiu o próprio primeiro-ministro do país, Narendra Modi. Há dias, o país bate recordes mundiais de novos casos da doença, e a população enfrenta o colapso no sistema de saúde, com falta de leitos, cilindros de oxigênio e medicamentos. Além disso, os indianos atravessam também um colapso funerário, e os costumes religiosos hindus ficam de lado, enquanto vários corpos precisam ser cremados ao mesmo tempo para lidar com as filas nos necrotérios.

Neste episódio do E Tem Mais, Carol Nogueira fala com o médico Estevão Urbano, diretor da Sociedade Brasileira de Infectologia, para entender como a Índia foi do discurso de vitória contra a Covid-19 para o colapso total em questão de semanas. O infectologista comenta as limitações das medidas de restrição no país, já que, a certa altura, comícios e até celebrações religiosas, marcadas por aglomerações, chegaram a ser autorizadas.

Urbano também ajuda a entender a lentidão da vacinação no país, que é o maior fornecedor de vacinas do mundo. Outro convidado que participa do episódio é o pesquisador Oliver Stuenkel, professor de Relações Internacionais da Fundação Getúlio Vargas. Stuenkel explica por que a Índia, ao contrário do Brasil, tem recebido grande apoio internacional para atravessar o colapso.

Conheça os podcasts da CNN Brasil:

CNN Mundo

Entre Vozes

5 Fatos

E Tem Mais

Abertura de Mercado

Horário de Brasília

Na Palma da Mari

O Que Eu Faço?

Todo o conteúdo da grade digital da CNN Brasil é gratuito.

E Tem Mais
Capa do podcast E Tem Mais
Foto: CNN Brasil