Sem oxigênio, hospital do Nepal não pode admitir novos pacientes

Além do Hospital e Centro de Pesquisa Om, em Kathmandu, outros cinco também passaram a recusar pacientes com Covid-19 devido à falta de suprimentos de oxigênio

Asha Thapa e Kosh Raj Koirala, CNN
10 de maio de 2021 às 08:20
Oxigênio no Nepal
Trabalhadores nepaleses removendo o cilindro de oxigênio em Sagarmatha Oxygen Nepal, Lalitpur, no Nepal
Foto: Narayan Maharjan / NurPhoto via Getty Images

O Hospital e Centro de Pesquisa Om na capital do Nepal, Kathmandu, não pode admitir novos pacientes em meio a uma crise de oxigênio, disse o centro médico em um comunicado neste domingo (9).

O Hospital Om é um dos seis hospitais privados em Kathmandu que interromperam a admissão de pacientes com Covid-19 devido à falta de suprimentos de oxigênio.

“Vamos retomar nossos serviços normalmente assim que o suprimento regular de oxigênio for garantido”, diz o comunicado.

O hospital também citou a falta de pessoal necessário para tratar outros pacientes.

As autoridades locais disseram neste domingo (9) que registraram 8.850 novos casos nas últimas 24 horas, elevando o total de casos Covid-19 do país para 394,66. Só o Vale de Kathmandu registrou 4.198 novos casos.

Até o momento, 3.720 pessoas no Nepal morreram de Covid-19. Cerca de 88.160 casos são considerados ativos.

(Esse texto é uma tradução. Para ler o original, em inglês, clique aqui)