Luta antirracista se adiantou em 15 anos devido a George Floyd, diz jornalista

O CEO da Revista Raça, Maurício Pestana, falou à CNN sobre avanços contra o racismo nos setores judiciais e políticos

Da CNN, em São Paulo
26 de maio de 2021 às 01:29

Em entrevista à CNN, o jornalista e CEO da Revista Raça, Maurício Pestana, afirmou que a luta contra o racismo se adiantou por conta da repercussão da morte de George Floyd, crime cometido por um policial de Minneapolis há exatamente um ano que gerou protestos em todas as regiões dos Estados Unidos.

"Há uma mudança substancial acontecendo. Diria que adiantamos 10, 15 anos na luta do antirracismo", disse Pestana. 

"No setor judicial, por exemplo, mais de 30 estados alteraram a legislação relacionada à polícia. A própria eleição de Joe Biden à presidência foi alavancada pelas manifestações."

O aniversário da morte de Floyd foi lembrado nesta terça-feira (25) com protestos de apoiadores em todo o mundo e com ativistas participando de uma série de celebrações de sua vida. A família dele também se encontrou com Biden e a vice-presidente Kamala Harris.

(Publicado por Nathallia Fonseca)