Acordo nuclear com o Irã ainda é possível após eleição de linha-dura, diz UE

Josep Borrell afirmou que um acordo estava "muito próximo", poderia deixar o Oriente Médio mais seguro

Samia Nakhoul, da Reuters
20 de junho de 2021 às 13:55 | Atualizado 20 de junho de 2021 às 13:56
Ebrahim Raisi, candidato à presidência do Irã
Ebrahim Raisi venceu as eleições iranianas
Foto: Majid Saeedi/Getty Images

O Irã e potências mundiais ainda podem chegar a um acordo para reativar o pacto nuclear de 2015 após a vitória de um presidente iraniano linha dura, mas o tempo está acabando, afirmou o chefe de Relações Exteriores da União Europeia neste domingo.

Josep Borrell afirmou que um acordo estava "muito próximo", poderia deixar o Oriente Médio mais seguro e levar alívio a milhões de iranianos atingidos por sanções financeiras e ao petróleo retomadas pelos Estados Unidos quando deixaram o acordo três anos atrás. 

"Nestas negociações, estamos ficando sem tempo", disse Borrell a um grupo de jornalistas em Beirute.

"Investimos muito capital político… então espero que o resultado das eleições não seja o último obstáculo que arruinará o processo de negociação", disse.

"Até onde eu sei… não será o caso."

A UE também faz parte das conversas entre Irã e potências mundiais: EUA, Rússia, China, França, Reino Unido e Alemanha.