Dupla é indiciada por planejar explodir sede dos democratas nos EUA

Ian Rogers e Jarrod Copeland pretendiam recrutar outras pessoas para realizar a ação

Núria Saldanha, da CNN, em Washington
17 de julho de 2021 às 00:58

Dois norte-americanos foram indiciados depois de montarem um plano para explodir a sede do partido Democrata em Sacramento, na Califórnia. São eles Ian Rogers, de 45 anos, e Jarrod Copeland, de 37.

Autoridades federais afirmaram que eles pretendiam recrutar outras pessoas para ajudar e chegaram a entrar em contato com o grupo de supremacistas brancos Proud Boys. Inconformados com a derrota de Donald Trump nas eleições presidenciais em novembro de 2020, a dupla trocava menagens dizendo que precisava lutar contra os democratas, classificados por eles como comunistas. 

A trama teve início três semanas após a vitória de Joe Biden. Os planos foram interrompidos cinco dias antes da posse do novo presidente, quando Rogers foi preso. Copeland só foi detido nesta semana. 

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos diz que eles são acusados por conspirar para explodir um edifício e por porte ilegal de armas. 

Dois norte-americanos queriam explodir sede do partido Democrata nos EUA (17.jul.2021)
Foto: Reprodução / CNN