Sobe para 31 número de mortos em deslizamento de terra na Índia

Os esforços de resgate continuaram durante a noite do domingo, com trabalhadores cavando na lama e escombros para encontrar sobreviventes

Da CNN
19 de julho de 2021 às 05:36 | Atualizado 19 de julho de 2021 às 06:37
Deslizamento em Mumbai, na Índia
Mumbai, uma cidade de 12 milhões de habitantes, sofre regularmente com chuvas fortes durante a temporada de monções de julho a setembro
Foto: Twitter Bharatiya Janata Yuva Morcha (BJYM)

Pelo menos 31 pessoas morreram após uma chuva torrencial que varreu a capital financeira da Índia na noite de domingo (18), provocando deslizamentos de terra que esmagaram carros e casas, deixando bairros devastados.

Vinte e uma pessoas morreram no subúrbio de Chembur, em Mumbai, no estado indiano de Maharashtra, enquanto 10 pessoas foram mortas no subúrbio de Vikhroli, de acordo com Satya Pradhan, diretor-geral da Força Nacional de Resposta a Desastres da Índia.

Os esforços de resgate continuaram durante a noite do domingo, com trabalhadores cavando na lama e escombros para encontrar sobreviventes.

O abastecimento de água de Mumbai também foi afetado após a inundação de um complexo de purificação, disse a corporação municipal da cidade no Twitter. A empresa acrescentou que as tempestades e "chuvas extremamente fortes" continuariam em locais isolados.

O primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, ofereceu suas condolências às famílias dos mortos.

"Triste com a perda de vidas devido ao desabamento de paredes em Chembur e Vikhroli em Mumbai", escreveu Modi no Twitter. "Nesta hora de luto, meus pensamentos estão com as famílias enlutadas."

Nas 24 horas que terminaram na manhã de segunda-feira, hora local, o aeroporto de Mumbai registrou mais de 250 milímetros de chuva, de acordo com dados analisados ??pela CNN Weather.

Mumbai, uma cidade de 12 milhões de habitantes, sofre regularmente com chuvas fortes durante a temporada de monções de julho a setembro. A chuva freqüentemente causa o desabamento de prédios - especialmente em bairros mais pobres, conhecidos por abrigar moradias ilegais ou mal construídas.

De acordo com um estudo do National Center for Biotechnology Information, a Índia central teve um aumento de três vezes nos eventos de chuva extrema generalizada de 1950 a 2015. Longos períodos de seca foram interrompidos por explosões de chuvas extremas, deixando centenas de milhares vulneráveis ??aos riscos.

Em julho de 2019, pelo menos 43 pessoas morreram devido às fortes chuvas na cidade. Uma barragem que estourou perto do distrito de Ratnagiri devastou sete aldeias, disse um comandante da Força Nacional de Resposta a Desastres à CNN.

Em 2005, uma enchente no estado de Maharashtra matou mais de 1.000 pessoas - incluindo 410 de Mumbai, de acordo com um estudo do Programa de Assentamento Humano das Nações Unidas. O Departamento Meteorológico da Índia registrou 940 milímetros (37 polegadas) de chuva na cidade, tornando-se um dos piores eventos climáticos extremos que a cidade já experimentou.