A lei de segurança que tem provocado protestos violentos na França

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Há pelo menos três semanas, milhares de franceses saem às ruas das maiores cidades do país para se manifestar. Não por coincidência, os protestos que estão acabando em confronto entre agentes da polícia e manifestantes têm como pauta justamente a violência policial. E o direito de denunciá-la. Pelo menos esta é a visão daqueles que se opõem à nova lei do presidente Macron, chamada Lei de Segurança Global. Ela prevê, entre outros pontos, penalidades que vão de prisão até o pagamento de multas para quem gravar cenas de ações policiais. 

Jornalistas, entidades de direitos humanos e uma parcela dos cidadãos veem na medida uma censura à liberdade de expressão e imprensa, além da chance de potencializar a violência policial. O governo argumenta, por outro lado, que este artigo da lei tem como objetivo proteger a segurança física e psicológica dos policiais. Para entender melhor do que se trata a Lei de Segurança Global e em que contexto ela surge, neste episódio do E Tem Mais, Monalisa Perrone conversa com o pesquisador e doutorando em relações internacionais da Unicamp Gustavo Glodes Blum e com a jornalista Camilla Cepedo, que vive em Paris. 

Leia e assista também:

Protesto na França contra violência policial tem confrontos

Policiais espancam homem negro em Paris e Macron condena ataque: ‘vergonhoso’

Terror na França reacende um debate nacional sobre o direito de ofender

Conheça os podcasts da CNN Brasil:

5 Fatos

Abertura de Mercado 

Horário de Brasília 

Na Palma da Mari 

O Que Eu Faço? 

Todo o conteúdo da grade digital da CNN Brasil é gratuito.

(Publicado por Amauri Arrais)

Podcast E Tem Mais, com Monalisa Perrone
O podcast E Tem Mais é publicado de segunda a sexta, sempre no início da manhã
Foto: CNN Brasil

 

 

Mais Recentes da CNN