Alemanha acusa Rússia de ataques cibernéticos

Alvos de ação foram legisladores do parlamento alemão

Denise Odorissida CNN

Em Málaga

Ouvir notícia

A Alemanha acusa a Rússia de orquestrar ataques cibernéticos que incluíam membros do parlamento alemão como alvo. Entre eles, parlamentares do partido da chanceler alemã, Angela Merkel, que vai deixar o cargo neste ano.

A informação foi divulgada por uma porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Alemanha nesta segunda-feira (6). A porta-voz declarou que o governo alemão tem dados consistentes sobre a autoria dos ataques.

Hackers russos teriam usado contas de e-mails e sites falsos para divulgar mensagens contra a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), de acordo com os interesses de segurança do governo da Rússia. O conteúdo foi supostamente fabricado para parecer documentos oficiais de autoridades.

O ataque atingiu dezenas de legisladores alemães. Entre eles, ao menos sete membros do Bundestag, o parlamento federal do país. Segundo o governo, os políticos visados pertencem ao partido da chanceler Angela Merkel, o União Democrática Cristã, que governa a Alemanha há 15 anos.

Mais Recentes da CNN