América Latina e Caribe receberão 14 milhões de vacinas contra Covid-19 dos EUA

Grupo do qual Brasil faz parte é composto por 15 países mais o Caricom

Anna Satie*, da CNN em São Paulo

Ouvir notícia

A Casa Branca detalhou nesta segunda-feira (21) a divisão de 55 milhões de vacinas contra Covid-19, das quais cerca de 41 milhões serão distribuídas pelo consórcio Covax Facility.

Nesse ordenamento, a América Latina e o Caribe receberão 14 milhões de doses. O grupo, do qual o Brasil faz parte, é composto pelo Caricom, bloco de nações e territórios caribenhos, e mais 14 países. São eles: Colômbia, Argentina, Peru, Equador, Paraguai, Bolívia, Uruguai, Guatemala, El Salvador, Honduras, Haiti, República Dominicana, Panamá e Costa Rica. 

Outros 16 milhões irão para a Ásia e 14 milhões, para países da África.

Esses imunizantes fazem parte da doação de 80 milhões de vacinas, anunciada pelo presidente Joe Biden mais cedo neste mês.

Os demais 14 milhões de doses, que não passarão pelo Covax, serão compartilhados a “prioridades regionais”. Entre esses, estão países sul-americanos como Colômbia e Argentina, além de Iraque, Ucrânia, Cisjordânia e Gaza.

(*Com informações da Reuters)

Mais Recentes da CNN