Ao menos 173 menores desacompanhados estão entre os australianos presos na Índia

Cerca de 9 mil australianos na Índia aguardam repatriação; por causa da Covid-19, a Austrália tem proibido a entrada de pessoas que passaram pelo país

Passageiros usando máscaras chegam ao Aeroporto Internacional de Sydney
Passageiros usando máscaras chegam ao Aeroporto Internacional de Sydney Foto: James D. Morgan/Getty Images

Angus Watson, CNN

Ouvir notícia

Pelo menos 173 menores desacompanhados estão entre os mais de 900 cidadãos australianos vulneráveis presos na Índia pela proibição governamental de chegadas do país, disseram as autoridades.

“Em nosso banco de dados, temos 173 clientes registrados como menores de 18 anos na Índia fora de um grupo familiar, ou seja, eles estão por conta própria e desejam retornar à Austrália”, disse Lynette Wood, autoridade do Departamento de Relações Exteriores e Comércio, a uma investigação do Senado nesta sexta-feira (7).

O governo australiano atualmente proíbe qualquer pessoa de entrar na Austrália se ela estiver passado pela Índia nos últimos 14 dias. A proibição entrou em vigor em 3 de maio e vai durar até 15 de maio.

O governo australiano disse que vai facilitar pelo menos três voos para repatriar australianos na Índia entre 15 e 31 de maio. Os australianos vulneráveis serão priorizados para esses voos, disse o primeiro-ministro Scott Morrison nesta sexta.

Existem pelo menos 9 mil cidadãos australianos na Índia que se registraram no governo dizendo que gostariam de voltar para casa.

(Esse texto é uma tradução. Para ler o original, em inglês, clique aqui)

Mais Recentes da CNN