Apesar de dificuldades, economia russa resiste ao impacto das sanções, diz Putin

Banco Central da Rússia apontou no final de abril que a economia do país deve encolher de 8 a 10% em 2022

Presidente russo, Vladimir Putin
Presidente russo, Vladimir Putin 26/04/2022REUTERS/Maxim Shemetov

Uliana PavlovaNathan Hodgeda CNN

Ouvir notícia

A economia da Rússia está “resistindo ao impacto das sanções“, disse o presidente Vladimir Putin nesta segunda-feira (23), apesar das perspectivas econômicas desfavoráveis para o país após a invasão da Ucrânia, em 24 de fevereiro.

“Apesar de todas as dificuldades, a economia russa está suportando o impacto das sanções, e resistindo muito bem”, afirmou o chefe de Estado russo em uma reunião com o presidente de Belarus, Alexander Lukashenko, na cidade turística de Sochi, no Mar Negro.

“Isso está de acordo com todos os principais indicadores macroeconômicos”, complementou

“Sim, não é fácil. Tudo o que acontece exige atenção especial do bloco econômico do governo. De modo geral, esses esforços estão surtindo efeito positivo”, acrescentou o presidente russo.

O Banco Central da Rússia apontou no final de abril que a economia do país deve encolher de 8 a 10% em 2022, observando um declínio na atividade econômica em março após a imposição de sanções internacionais à Rússia. No início do mesmo mês, o Banco Mundial previu que o PIB russo encolheria 11,2% em 2022.

Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

versão original

Mais Recentes da CNN