Após cancelar participações, Rainha Elizabeth II reaparece em primeiro evento

A monarca de 95 anos participou de uma reunião militar após perder as homenagens aos soldados mortos na 1ª Guerra Mundial no fim de semana com dores nas costas

Rainha Elizabeth durante encontro militar com o General Nick Carter
Rainha Elizabeth durante encontro militar com o General Nick Carter Divulgação / Família Real Britânica

David Wilkinson e Lauren Said-Moorhouseda CNN*

Ouvir notícia

A Rainha Elizabeth II participou dos primeiros compromissos depois de ter sido obrigada a cancelar a participação no Dia da Memória durante o fim de semana após torcer as costas.

“Sua Majestade recebeu o General Sir Nicholas Carter no Castelo de Windsor hoje após renunciar à sua nomeação como Chefe do Estado-Maior de Defesa,” disse com o Palácio de Buckingam na quarta-feira.

Usando um vestido floral laranja, verde e branco, a monarca de 95 anos se levantou para cumprimentar o general de saída na Oak Room no Castelo de Windsor.

A Rainha calorosamente recebeu o chefe das forças armadas assim que ele entrou na sala, no mesmo momento, um dos seus cachorros correu até ele curioso. Depois que os dois apertaram as mãos, a monarca disse que era “bastante triste” ele estar saindo, em seguida, começaram a conversar.

Fotografias familiares do Duque e Duquesa de Cambridge, o Duque de Sussex, assim como as Princesas Beatrice e Eugenie puderam ser vistas à mostra no fundo da sala, onde a monarca cuida da maioria dos negócios enquanto está morando em Windsor.

A audiência militar aconteceu três dias depois do palácio revelar o arrependimento dela em ter perdido a homenagem no Cenotáfio, no centro de Londres. O Príncipe Charles, que completou 73 anos no domingo, depositou uma coroa de flores no memorial da guerra em nome da Rainha, como em outros anos.

A decisão da Rainha em perder a homenagem não tem relação com o recente conselho de seu médico para descansar, uma fonte disse anteriormente à CNN.

O primeiro-ministro Boris Johnson disse que a Rainha estava “muito bem” quando ele a viu na semana passada.

A monarca foi forçada a faltar em diversos compromissos na semana passada. Ela participou de seu último evento pessoalmente no dia 19 de outubro, quando foi anfitriã de uma recepção para líderes empresariais em Windsor antes da conferência climática da COP26 em Glasgow. No dia seguinte, a Rainha cancelou abruptamente uma viagem ao Norte da Irlanda e passou a noite em um hospital no que um porta-voz descreveu, na época, como “investigações preliminares”.

Desde então, e seguindo as ordens do seu médico, a casa real diminuiu significativamente seus compromissos. Ela tem descansado principalmente em Windsor, realizando algumas tarefas leves por vídeo ou telefone.

Ela conseguiu, de qualquer forma, passar um fim de semana fora planejado há muito tempo, disse anteriormente uma fonte real à CNN. As mini-férias dela estava nos planos há muito tempo, com médico dando para ela o aval para ir à Sandringham de helicóptero, segundo o jornal The Mirror. Ela estava viajando para sua propriedade rural para montar os preparativos para receber sua família no Natal, a reportagem acrescentou.

Antes disso, Elizabeth foi vista dirigindo sozinha em torno da sua propriedade em Windsor, no que foi uma aparição muito tranquilizadora para quem acompanha a família real.

“Seguindo em frente, especialmente enquanto vamos chegando ao inverno com Covid, veremos a Rainha fazer mais ligações no Zoom, menos reuniões pessoalmente”, a historiadora e especialista real da CNN Kate Williams disse anteriormente. “Mas eu acho que assim que o inverno acabar, ela estará ansiosa para se levantar, voltar a se encontrar com pessoas. É só se os médicos vão ou não concordar com isso.”

* (Texto traduzido. Clique aqui para ler o original).

Mais Recentes da CNN